Category: PPS


Ela, que aparece na TV com aquela voz de “sussa” e aquela cara de paz e amor.

Que aparece na TV com o discursinho: “Quem disse que só tem um jeito de fazer política” (clique aqui).

Porém, na prática, Soninha Francine é bem diferente disso.

Ela mostra que política pode ser feita da maneira mais rasteira, mais covarde…

A candidata, que já foi subprefeita de Kassab e coordenadora de campanha de Serra (ambos com níveis de rejeição popular nas alturas), agora parece querer trabalhar para o tucano de outra maneira.

Soninha encerra debate afirmando que São Paulo tem muitos problemas, mas que também há coisas interessantes. Candidata do PPS ainda usou tempo para .... Foto: Léo Pinheiro/Terrae

Soninha, que foi coordenadora de campanha de Serra e subprefeita de Kassab, agora se diz “diferente”. Então tá…

Do Terra:

25/09/2012

Soninha admite que ataca Haddad para roubar voto petista

A candidata do PPS à prefeitura de São Paulo, Soninha Francine, disse nesta terça-feira que os ataques ao candidato do PT, Fernando Haddad, feitos no debate da TV Gazeta, realizado em parceria com o Portal Terra, tem o objetivo de roubar votos do eleitorado petista.

Um candidato deveria estar preocupado em conquistar a confiança do eleitor.

Preocupado em vencer as eleições para AÍ SIM FAZER POLÍTICA DE UM JEITO DIFERENTE.

Porém, a participação da candidata do PPS no último debate, deixou claro sua postura.

Seu próprio partido coloca, com orgulho, o serviço prestado por aquela que poupa o candidato tucano, cujo partido está diretamente envolvido com o mensalão mineiro (clique aqui), com a privataria (clique aqui) e com o caso Cachoeira (clique aqui, aqui, aqui e aqui).

Falando em escândalos, a privataria tucana, que tantos recursos levaram do país (clique aqui e aqui), é motivo para uma bela puxada de saco do presidente do partido de Soninha em FHC (clique aqui).

Mas Soninha Francine não fala sobre isso…

Ela ataca somente o candidato petista (clique aqui).

Atacar candidatos, é bom lembrar, parece tática daquele que não tem densidade política.

Que não tem propostas para um município do tamanho e da complexidade de São Paulo.

Veja também:

MP: Há provas ’contundentes’ do mensalão mineiro

Escândalo da Privatização da Vale do Rio Doce

Carta Capital repercute escândalos das privatizações de FHC em entrevista bomba

Roberto Freire: Foram as privatizações do governo FHC que possibilitaram elevar o nível de investimento no país

Imagem: http://noticias.terra.com.br

Apesar de cega,a justiça precisa sentir o cheiro da pilantragem...

http://agencia.tse.gov.br/sadAdmAgencia/noticiaSearch.do?acao=get&id=1313479

MPE pede cassação de programa do PPS do 1º semestre de 2011 como punição por propaganda antecipada

Ministério Público Eleitoral (MPE) pede cassação do direito de transmissão da propaganda partidária do Partido Popular Socialista (PPS) no 1º semestre de 2011.O MPE pede ainda a aplicação de multa no valor de R$ 25 mil ao partido e a José Serra.

Segundo a vice-procuradora-geral eleitoral, Sandra Cureau, que assina a representação, o programa do PPS desvirtuou a finalidade da propaganda eleitoral, que é fixada pelo artigo 45 da Lei dos Partidos Políticos (Lei nº 9.096/95), pois, “claramente, traz em seu bojo uma mensagem de conteúdo eleitoral”.

De acordo com o Ministério Público, em sua participação no programa, José Serra “apresenta propostas para o desenvolvimento do país, nas áreas de emprego, segurança pública e educação”. Para o MPE, tais propostas, “oriundas de notório pré-candidato ao pleito presidencial, configuram razões para o eleitor nele votar”, o que se traduz em propaganda eleitoral irregular. O órgão afirma ainda que o programa do PPS mencionou explicitamente a candidatura de José Serra e as eleições de 2010.

O MPE afirma que o PPS também descumpriu no programa, veiculado em cadeia de rádio e TV, outra proibição do artigo, que veda a participação na propaganda partidária de pessoas não filiadas à legenda. Informa o Ministério Público que, no programa contestado, apareceram, além de José Serra (PSDB), o ex-governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB) e o deputado federal Fernando Gabeira (PV).

“Diante dos fatos aqui narrados, os representados [PPS e José Serra] fazem jus à pena máxima [valor da multa] estatuída no dispositivo acima descrito, seja em razão da realização de propaganda vedada em espaço destinado à propaganda partidária, seja pela ostensividade e repetição da conduta em questão por parte do segundo representado [Serra], que, em propagandas partidárias de outras agremiações, também teve conduta semelhante”, ressaltou a vice-procuradora Sandra Cureau.

Após meses de impunidade,vemos uma luz no fim do túnel.

O DEM cometeu a mesma ilegalidade.

E falando em ilegalidade…

Ainda vemos verdadeiro abuso do poder econômico na veiculação do CADA VEZ MELHOR,propaganda mais que questionável.

Inquestionável é quem paga a conta pelo abuso.

Do portal R7

http://noticias.r7.com/brasil/noticias/programa-partidario-do-pps-exalta-serra-e-diz-que-pac-e-programa-ficticio-20100610.html

10/06/2010

Programa partidário do PPS exalta
Serra e diz que PAC é “programa fictício”

Tucano foi mostrado como “preparado” para construir “alternativa para o Brasil”

Em seu programa partidário exibido em rede nacional na noite desta quinta-feira (10), o PPS criticou o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e exaltou a imagem do pré-candidato do PSDB à Presidência, José Serra. Apoiado pelo PPS, Serra foi mostrado no comercial como “preparado” para construir uma “alternativa para o Brasil”.

O programa exibiu imagens de encontros do partido nos quais Serra estava presente, destacando afirmações do tucano sobre emprego, segurança e educação. Num dos discursos, o ex-governador de São Paulo afirmara que o governo atual não tem gerado os empregos que o país precisa.

– Estamos voltando rapidamente para um modelo que não pode gerar os empregos que o Brasil necessita, tanto em volume como quantidade. O Brasil pode mais e o PPS pode mais.

Além do tucano e do presidente do PPS, Roberto Freire, outras figuras de destaque no partido apareceram no programa, como a vereadora paulistana Soninha Francine e o vereador carioca Stephan Necerssian.

Fictício

O comercial criticou o PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), principal iniciativa do governo para a área de infraestrutura, afirmando que o projeto é “fictício”. O programa afirmou ainda, exibindo manchetes de jornais, que o governo federal aumentou os gastos com publicidade.

GASTOS COM PUBLICIDADE? É UM ÓTIMO ASSUNTO…

Veja:

http://terramagazine.terra.com.br/interna/0,,OI3609946-EI6578,00-Serra+dobra+publicidade+em+ano+preeleitoral.html

Do portal Terra

Serra dobra publicidade em ano pré-eleitoral

3 de março de 2009

Informações da execução orçamentária do governo estadual registram que gastos com publicidade e propaganda saltaram de R$ 88,3 milhões, em 2007, para R$ 178,7 milhões em 2008 – variação de 102%.

A previsão para 2010 é de cerca R$ 313 milhões.

E TEM MAIS

http://www.piauinet.com.br/geral/governo-serra-gasta-mais-com-publicidade-do-que-com-enchentes-4038.html

Governo Serra gasta mais com publicidade do que com enchentes

Agora o gingle:"Aqui tem trabalho bem feito e SP é um Estado cada vez melhor"

Nos governos do PSDB é dessa forma.

Eles se eximem da responsabilidade,e colocam sempre a culpa no adversário.

O Brasil não é terra de covardes!!

Esse país precisa de gente que assuma responsabilidades e resolva problemas.

Quanto ao PAC,taxado de “programa fictício”,vamos deixar para os cidadãos “fictícios” avaliarem…

OS QUASE 80% DE APROVAÇÃO DO GOVERNO LULA FORAM CONQUISTADOS EM 7 ANOS DE TRABALHO.

Crises foram superadas e a qualidade de vida melhorou…

Muito há de ser feito.Porém também temos muito a perder.

E perderemos,votando em um candidato de propaganda.