Tag Archive: Meio ambiente


O Procon e o Ministério Público se uniram com a APAS (Associação Paulista de Supermercados), para TIRAR O PLANETA DO SUFOCO, e se esqueceram que quase todos os produtos vendidos nos supermercados são embalados em plástico.

Ao assinar o  Termo de Compromisso de Ajustamento de Conduta (clique aqui), os órgãos de defesa do consumidor e da sociedade, não trataram da substituição das garrafas PET, um verdadeiro câncer no meio ambiente.

As garrafas PET demoram até 800 anos para desaparecer da natureza (clique aqui), porém o assunto não parece relevante para quem diz querer TIRAR O PLANETA DO SUFOCO.

Cegueira: As garrafas PET saem todos os dias dos supermercados, direto para a natureza…

Entidades civis como o SOS CONSUMIDOR surgem para fazer o trabalho que o Procon e o MP deveriam ter feito.

Do Consultor Jurídico:

Ação pode obrigar supermercados a distribuir sacolas

11/06/2012

As sacolas plásticas podem voltar a ser distribuídas livremente nos supermercados, no que depender da associação SOS Consumidor. A entidade ajuizou, nesta segunda-feira (11/6), Ação Civil Pública contra a Associação Paulista dos Supermercados (Apas) para que sacolas plásticas à base de petróleo (SPPD) voltem a ser distribuídas.

Segundo a entidade, caso a prática não seja retomada, a Lei Federal 8.078 estaria sendo infringida, pois ela diz que os direitos previstos no Código de Defesa do Consumidor não excluem os que derivam dos princípios gerais do “direito, analogia, costumes e equidade”.

“O recebimento de sacolas plásticas, para o armazenamento das compras realizadas nos supermercados, constitui direito costumeiro do consumidor, mercê de anos de práticas comerciais estabelecidas pelos próprios fornecedores desse setor”, diz o documento, enviado à Vara Cível do Foro Central da Comarca de São Paulo.

Ainda segundo a entidade, a dignidade dos consumidores, “que são vistos pelas ruas equilibrando as compras”, foi afrontada, pois a Apas estimulou seus associados a abolir a distribuição de sacolas de forma repentina. Junto à ação, há um pedido de antecipação de tutela, a fim de que elas voltem aos supermercados o quanto antes.

A Apas também é acusada de não promover o da viabilidade da substituição das SPPD, conforme previa compromissado firmado com o governo paulista, e de não ter incentivado o desenvolvimento de projetos de conscientização ambiental.

“A presente ação visa também obrigar a ré a realizar os estudos a que se comprometeu perante o governo do estado de São Paulo (…) e, enquanto isso não ocorre, a promover, por meio de seus associados, a distribuição de sacolas plásticas suficientes para o acondicionamento digno das compras efetuadas pelos consumidores”, conclui a SOS no pedido.

Alguém acredita que os supermercados, que sempre contribuiram (e ainda contribuem) para a poluição do planeta, estão realmente preocupados com alguma coisa diferente do ganho financeiro? 

Você sempre comprou (e continua comprando) macarrão embalado em plástico, arroz embalado em plástico, feijão embalado em plástico…

Comprando refrigerantes em garrafas PET.

Esses monstros que ganham dinheiro e falam em TIRAR O PLANETA DO SUFOCO, na verdade matam nosso planeta.

E matam também os nossos direitos…

Veja também:

A truculência perde de novo: Vara da Fazenda Pública interrompe Nova Luz. Depois de perder para os ambulantes, justiça impõe nova derrota a Kassab

VERGONHA!!! Enquanto Kassab persegue vendedor ambulante, na Câmara Municipal de São Paulo tem funcionário que ganha mais que presidente

Imagem: sosriosdobrasil.blogspot.com


Ou talvez tenham certeza…

Promotor de Justiça ameaça mercado que ousar fornecer sacolinha.

“A rede de supermercado pode cativar o seu cliente, porém, ela vai ter que arranjar uma forma de ir até a casa do consumidor e recolher a sacolinha de volta”.

Para mim, o Ministério Público representa a SOCIEDADE.

Não sabia que eles trabalhavam para a APAS…

O que o MP pode dizer das garrafas PET, que são vendidas nos mercados, juntamente com os refrigerantes?

Elas, que entopem nossos rios e bueiros…

Não são resíduos sólidos?

Os mercados terão também que buscá-las de volta??

Definição de ‘resíduo sólido’: Tudo aquilo que não gera lucro ao dono do supermecado…

Das CRÔNICAS DO MOTTA:

Resíduos sólidos

A coleção de bobagens que se diz por aí é algo assustador. Se o inesquecível Stanislaw Ponte Preta ainda estivesse entre nós, certamente teria material para publicar quantas edições do “Festival de Besteiras que Assola o País”, o imorredouro Febeapá, quisesse.
Naquele tempo em que Stanislaw fazia diligentemente o seu trabalho de recolher as asnices que se espalhavam pelos mais de 8 milhões de quilômetros quadrados do Brasil não havia internet, e assim não era fácil coletar as pérolas. Hoje, basta abrir o computador que qualquer homepage de qualquer um dos “grandes” portais existentes é capaz de mostrar que a imbecilidade humana não tem limites.
Para quem duvida, aí vai um bom exemplo. O trecho foi recolhido de uma notícia na Agência Brasil, sobre a volta da proibição da distribuição das sacolinhas pelos supermercados, a partir de hoje:
O promotor de Justiça, José Eduardo Ismael Lutti, destacou a importância do fim da distribuição das sacolas plásticas como forma de reduzir a produção de lixo e preservar os recursos naturais. “Não queremos mais a produção desnecessária de resíduos sólidos. A sacolinha plástica é um exemplo típico disso. É o símbolo do desperdício de recursos naturais”.
Segundo Lutti, os supermercados que continuarem a distribuir a embalagem poderão ser acionados judicialmente, com base na Lei de Resíduos Sólidos, para que também recolham as sacolas. “A rede de supermercado pode cativar o seu cliente, porém, ela vai ter que arranjar uma forma de ir até a casa do consumidor e recolher a sacolinha de volta”.
Não é sensacional?
O promotor ameaça os supermercados que derem sacolinhas para os fregueses com o rigor de uma lei complicada, que ainda está sendo implantada, e que é desconhecida pela maioria absoluta da população. E não explica por que apenas as sacolinhas terão de ser devolvidas se 99% dos produtos vendidos nos supermercados, depois de consumidos, se reduzem a resíduos sólidos e, portanto, também são objeto da tal lei? Por que será que ele esqueceu desse pequeno detalhe?
Seria cômico se não fosse trágico – afinal, quem comete esse despropósito verbal não é um zé mané qualquer que a reportagem da Agência Brasil encontrou na rua, mas um promotor de Justiça.
Depois dessa, me recolho à minha insignificância.
Sem títulos de doutor, sem nenhum conhecimento jurídico e quase nenhuma consciência ecológica – claro que na comparação com os idealizadores dessa extraordinária campanha de banimento das sacolinhas plásticas de nossas vidas -, me resta apenas o protesto mudo e inócuo de boicotar qualquer estabelecimento comercial que não me trate como consumidor e sim como um idiota.
Eles não me dão a sacolinha e eu não dou a eles minha grana.
Simples assim.

Até quando veremos todo o rigor da lei, sendo usado APENAS contra o mais humilde.

Até quando veremos mercados colocando resíduos sólidos, diariamente, dentro de milhões de casas.

Plásticos embalando arroz, feijão, macarrão…

Poluindo a valer e com o apoio do governo.

Veja também:

Supermercado que der sacolinha grátis será responsável pela coleta

Abaixo-assinado Vamos retirar TODAS as embalagens plásticas dos supermercados!!

Imagem: blogdotas.terra.com.br

Cada pessoa produz cerca de 300 quilos de lixo por ano (clique aqui).

Lixo que, na maioria das vezes, é adiquirido nos supermercados.

Se não temos competência para reciclar, devemos começar a parar de produzir…

Devemos, afinal nossa sobrevivência pode depender disso.

Parece inocente à primeira vista...

Não podemos esperar que as autoridades tomem providências.

Já sabemos o que ocorre, quando esperamos…

À primeira vista parece inocente mas, se olharmos com cuidado...

Veja este abaixo-assinado:

Vamos retirar TODAS as embalagens plásticas dos supermercados!!

 

O objetivo é, de fato, TIRAR O PLANETA DO SUFOCO. Vamos acabar com as garrafas PET, vamos utilizar garrafas retornáveis. Vamos acabar com as embalagens poluentes, que tem livre comércio nas gôndolas dos supermercados. Eles,que busquem alternativas saudáveis para comercializar seus produtos.Vamos mostrar a nossa genuína preocupação com o planeta.

Sua assinatura mostra sua preocupação com o futuro.

Caso, realmente tenha preocupação, assine.

Não se omita.

Veja também:

Coleta seletiva falha e lixo se acumula em diversos pontos de SP

Reciclagem em São Paulo é um lixo, mas há soluções

A ditadura e a mentira por dentro da sacolinha: Quase todos os produtos vendidos pelos supermercados, são embalados em plástico e agridem o meio ambiente

Imagem: memoriasbelas.blogspot.com/novaurbis.blogspot.com