Tag Archive: Crime organizado


E tem gente torcendo por isso.

Já pensou se ele resolve falar?

Cachoeira ficou calado em depoimento à justiça (clique aqui e aqui), também se calou diante da CPMI (clique aqui).

Se ele resolve falar, veremos muita gente acompanhando o contraventor na prisão.

Mesmo com o contraventor calado, tem muita gente se enrolando (clique aqui e aqui).

Gente da política e também gente grande da imprensa (clique aqui).

Do Terra:

Juiz do TRF-1 determina soltura de Carlinhos Cachoeira

15/10/2012

decisão do TRF-1 não deve tirar Carlinhos Cachoeira da prisão. Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

O juiz Tourinho Neto, do Tribunal Regional Federal da 1.ª Região (TRF-1), concedeu, nesta segunda-feira, liminar em favor de Carlos Augusto Ramos Cachoeira, o Carlinhos Cachoeira. A decisão monocrática determina a imediata soltura do réu – se por outro motivo não estiver preso, o que não é o caso. Cachoeira também está preso por acusações contidas da Operação Saint Michel, do Ministério Público do Distrito Federal.

Não é a primeira vez que Tourinho Neto decide à favor de Cachoeira (clique aqui).

Ele também concedeu habeas corpus para que a atual mulher de Cachoeira, Andressa Mendonça, visite o contraventor.

Isso após Andressa tentar chantagear o juiz Alderico Rocha Santos, da 5ª Vara Federal (clique aqui).

A Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI), instaurada para apurar a extensão das ligações do crime organizado com a política e a mídia, corre sério risco de terminar de forma melancólica (clique aqui).

Pelo jeito, o Brasil não verá todos os parceiros de Cachoeira.

Não verá sequer uma pequena fração deles.

Veja também:

Cachoeira e Demóstenes agiam em nome de Perillo, diz revista

As polêmicas de Tourinho Neto

Luis Nassif: O quebra-cabeças CivitaCachoeira

Até o experiente advogado e ex-ministro da Justiça Márcio Thomaz Bastos achou melhor pular fora dessa canoa furada.

Da Folha:

Márcio Thomaz Bastos oficializa saída do caso Cachoeira

31/07/2012

O escritório do ex-ministro da Justiça Márcio Thomaz Bastos deixou nesta terça-feira (31) oficialmente a defesa do empresário Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira. A saída será protocolada no processo sem pronunciamento formal.

A detenção de Andressa Mendonça, noiva de Cachoeira, foi o estopim. Mas a crise já se alongava durante semanas.

Bastos saiu, mas ainda tem quem permaneça.

Mesmo correndo o risco de perder toda a CREDIBILIDADE.

Quando uma revista, não de fofocas mas de assuntos sérios (como política e economia), publica acusações sem provas de um ministro do STF contra um ex-presidente (clique aqui), no instante em que faz eco para tais acusações, se torna co autora (ou cúmplice).

Quando uma revista coloca seu trabalho a serviço de Carlinhos Cacheira e sua esposa bonitinha, mostra que não está preocupada em fazer o verdadeiro JORNALISMO (clique aqui, aqui e aqui).

Quando uma revista que não ataca o PSDB e, curiosamente, sua editora recebe do governo tucano de SP uma vultosa quantia (a título de assinaturas, sem licitação) e utiliza todas as suas forças para atacar partidos adversários (clique aqui).

Quando todas essas coisas (e muitas outras), cercam o nome de uma publicação…

É porque não existe mais CREDIBILIDADE.

Edição 2275 de Veja: Segundo a revista CPI de Cachoeira ocorreu devido a uma aliança de Lula e Collor, com o único objetivo de constranger os julgadores do mensalão…

E quando um veículo de informação perde credibilidade, é porque está perto de sua morte.

Formadores de opinião precisam ter credibilidade!

A Veja está morrendo afogada. E, no desespero de tentar salvar-se, vai tentar levar o máximo de pessoas consigo.

A Polícia Federal já relacionou a Veja com Cachoeira. E a CPMI? Vai fazer o seu trabalho com competência?

Veja também:

A justiça que agoniza: Sem provas, Gilmar Mendes acusa Lula de ajudar ‘bandidos’.

Gilmar, de mãos dadas com Demóstenes, de mãos dadas com Cachoeira, de mãos dadas com a Veja…

Liberdade de Imprensa X Formação de Quadrilha: Revista Veja inocenta Carlinhos Cachoeira

Juiz acusa: Veja fez dossiê para soltar Cachoeira

MPF: Cachoeira teria usado mulher para comandar negócios da prisão

A revista da editora Abril, a mesma editora que, sem licitação, vendeu 220 mil assinaturas ao governo Serra (clique aqui), estufa o peito para falar em liberdade de imprensa.

Eles falam e tentam enganar o espelho.

Porém, em tempos de inclusão digital, fica complicado a Veja vestir o traje da isenção.

Eles, que colocam Carlinhos Cachoeira como mero informante, na verdade foram importante instrumento de Cachoeira, de Demóstenes e de seus amigos (clique aqui e aqui)

As gravações da PF, aquelas que os advogados de Demóstenes tentaram desesperadamente invalidar (clique aqui), colocaram Cachoeira, Demóstenes e a revista Veja no mesmo barco.

Um verdadeiro Titanic…

Diferente da fantasia publicada pela Veja, a CPI do Cachoeira foi formada em cima do trabalho sério de policiais federais.

Em cima de escutas obtidas com autorização judicial.

A seriedade da polícia federal está a anos luz de uma publicação que, na capa, coloca um presidente da República levando um chute no traseiro (clique aqui).

O tablóide, que se intitula ‘indispensável’, coloca Lula e Collor como mentores da CPI do Cachoeira.

Está em destaque, na página 70 da edição 2275.

Segundo a Veja, CPI de Cachoeira ocorreu devido a uma aliança de Lula e Collor, com o único objetivo de constranger os julgadores do mensalão…

O leitor/eleitor/cidadão pode ser enganado durante um determinado tempo.

Porém a confiança, uma vez perdida, jamais será recuperada.

Essa realidade não pode ser alterada, nem mesmo com um milhão de capas de Veja.

Veja também:

Segurança Pública do tucano Alckmin coloca São Paulo de joelhos. Se os homens que deveriam proteger o cidadão estão sendo mortos, o que acontecerá com o cidadão?

Mais um escândalo na São Paulo de Kassab. Agora é a máfia da urna funerária…

O amor é cego.

O ódio também.

Tamanho ódio levou a revista que se auto-intitula “INDISPENSÁVEL”, a ser pautada pelo crime organizado.

O ódio incontrolável nutrido pela publicação da Editora Abril aos chamados “petralhas”, que ousaram vencer as eleições presidenciais de 2002, 2006 e 2010.

Tal sentimento impede o raciocínio lógico.

Nas gravações da Polícia Federal, podemos ouvir Cachoeira comemorando as publicações da revista e os efeitos causados (clique aqui).

E podemos ouvir mais…

Podemos ouvir que é o bicheiro quem define o lugar que a noticia sairá publicada.

No Radar, na On Line ou na Veja (clique aqui e aqui).

Na foto, percebemos que a “luz da Veja” ilumina bem pouco…

A revista de Roberto Civita tenta se salvar, abraçada à liberdade de informação jornalística.

Pois é o acesso à informação, que deve fechar “a tampa do caixão” de Veja.

Falando em informação…

Em matéria que visava derrubar o governador do DF, Agnelo Queiroz (PT), podemos ver a participação direta de Cachoeira.

E não apenas como informante.

Do R7:

Aliado de Cachoeira diz que orientou diretor da Veja em matéria sobre governador, revela PF

29/04/2012

Em uma das gravações feitas pela Polícia Federal, à qual o R7 teve acesso, Cláudio Abreu , ex-diretor da Delta Construções, diz que deu orientações a um dos redatores-chefes da revista Veja, Policarpo Júnior, para produção de uma reportagem sobre Agnelo Queiroz (PT-DF). Dias antes, foi publicada uma denúncia sobre a atuação do governador na operação Caixa de Pandora, que derrubou o antecessor e rival José Arruda (ex-DEM).
Aparentemente, o grupo de Cachoeira tentava abastecer a revista com informações que interessavam a seus negócios.

Atacar para se defender: Quando é que a Veja vai começar a dar explicações?

A credibilidade da publicação da Editora Abril foi severamente atingida.

Porém, caso não vejamos investigação e punição, a credibilidade de nossa justiça também será atingida.

Caso o Brasil tenha intenção de se tornar um país desenvolvido…

Precisamos ver SERIEDADE e JUSTIÇA!

Veja também:

Segurança Pública de Alckmin: Em Ilha Bela deixaram apenas um policial para segurar quinze bandidos

Com o mensalão pode, com o Cachoeira não!! Defesa do bicheiro vai tentar impedir que o STF envie inquérito para a CPI…

Imagem: veja.abril.com.br