Tag Archive: Dilma


Tem muita gente bancando o “revoltadinho das ruas”, mas agora vai ficar contra a reforma política.

Aqueles que defendem a democracia na teoria, na prática defendem outra coisa.

Plebiscito não é ouvir 10 mil, 20 mil, 50 mil pessoas nas ruas.

Isso não é democracia.Não chega a ser.

É, no máximo, um São Paulo X Corinthians.

Plebiscito é ouvir milhões de pessoas nas ruas.

ISSO SIM É OUVIR A MAIORIA ABSOLUTA!!

É OUVIR OPINIÃO DO POVO!!

O resto é brincadeira de criança mimada.

Quem fez a proposta recebeu mais de 55 milhões de votos (clique aqui).

Dá só uma olhada em quem  se colocacontra a idéia de dar voz ao povo…

Do BRASIL 247:

SERRA: PROPOSTA DE PLEBISCITO É “ABSURDA”

images-cms-image-000321791

25/06/2013

Para ele, é “fora da realidade” e “sem pé nem cabeça” a realização do plebiscito. “Tem que aprovar uma lei no Congresso Nacional. Se aprovar, marcar a data, fazer horário eleitoral para o povo ir votar. Quanto demora? Seis meses. Depois tem que eleger os membros da Constituinte. Em pleno ano eleitoral [2014], uma confusão dessas, porque ela ouviu falar em reforma política?”, questionou.

Ao falar em reforma política, será inevitável falar em financiamento de campanhas.

Teremos que falar em empreiteiras e grandes empresários que colocam milhões, turbinando a campanha de certos candidatos.

Candidatos estes que, depois de eleitos, vão ajudar seus “amigos” em licitações de obras públicas e processos de privatizações.

É um ótimo negócio para todos, menos para o povo.

E o povo (aquele que sempre é passado para trás) não será ouvido.

Essa é a idéia de políticos como Serra.

Andaram dizendo que “o Brasil que acordou”. E será que o Brasil ficará quieto vendo isso?

Veja também:

Justiça Federal reconhece fraude na privatização da Vale

O lado político das manifestações que se diziam “sem partido”

Imagem: http://www.brasil247.com

Isso é para quem gosta de afirmar que petista e tucano é “tudo igual”.

A oposição no Brasil já criticou os governos Lula e Dilma pelo Bolsa Família (clique aqui), pelo Minha Casa Minha Vida (clique aqui), pelo PAC ( clique aqui) e por diversas ações adotadas com a finalidade de reduzir desigualdades sociais.

E a oposição, apesar de mostrar, na prática, não estar ao lado do povo, também mostrou que não está sozinha.

Enquanto Dilma fala de forma solitária, a oposição tem ao seu lado a imprensa (que deveria ser neutra)

Enquanto Dilma fala de forma solitária, a oposição tem ao seu lado a imprensa (que deveria ser neutra)

O governo que tirou mais de 30 milhões de cidadãos da miséria e os colocou na classe média não foi poupado pela oposição. Não foi poupado pela grande imprensa (aquela controlada por um pequeno grupo de poderosos). E, apesar do massacre midiático, após a vitória em 2002, venceu em 2006 e também em 2010.

Além de ter vencido, em 2012, na maior cidade do Brasil.

O que mostra, na prática, que o cidadão brasileiro está mais preocupado com seu bolso.

Dessa forma, Dilma acaba de jogar mais uma pá de terra sobre uma oposição agonizante.

Da Folha:

Em pronunciamento, Dilma amplia e antecipa redução da conta de luz

23/01/2013

Em pronunciamento em rede nacional, no rádio e na televisão, a presidente Dilma Rousseff anunciou na noite desta quarta-feira (23) que decidiu ampliar a redução das contas de luz e também antecipar o início do desconto.

Dilma aproveitou a oportunidade para responder àquele grupo que já cria tradição em torcer contra.

-Ela fez um duro ataque aos oposicionistas, numa preparação para o discurso de campanha. “Surpreende que desde o mês passado  algumas pessoas por precipitação, desinformação ou algum outro motivo tenham feito previsões sem fundamento”, disse Dilma.

A avaliação palaciana é de que ela aproveitou o pronunciamento para rebater às principais críticas à condução da economia. “Aliás, neste novo Brasil, aqueles que são sempre do contra estão ficando para trás. Pois nosso país avança sem retrocessos em meio a um mundo cheio de dificuldades”, disse a presidente em rede nacional de rádio e televisão.- (clique aqui)

A presidenta, em momento algum, fez ataques diretos. Em momento algum deu nome à turma “do contra”.

Porém, a turma “do contra” não demorou a se manifestar.

Do site oficial do PSDB:

Aécio: Dilma utilizou estruturas de Estado para fins políticos

24/ 01/ 2013 

O senador Aécio Neves (PSDB-MG) falou a respeito do pronunciamento executado pela presidente Dilma Rousseff na quarta-feira (23) quando, com o propósito de expor um plano para a redução do custo da energia elétrica, a petista atacou a oposição e os críticos a seu governo.

“O Brasil assistiu ontem a mais um exemplo inaceitável de como o PT usa, sem constrangimentos, estruturas de Estado para alcançar seus objetivos políticos. Sem razão que justificasse a formação de uma rede nacional obrigatória, vimos a apropriação de um instrumento de Estado para fins político-partidários. Falou à Nação não a presidente da República, mas um partido político, evidenciando, como nunca antes neste país, a mistura entre o público e o particular; o institucional e o partidário”, afirmou.

Usar estruturas de Estado…

Não foi o PSDB que usou estruturas de Estado para veicular propagandas da Sabesp pelo Brasil inteiro?

E isso às vésperas de uma eleição (clique aqui).

Mas Aécio Neves, é claro, não deve se lembrar disso…

Veja também:

Alckmin: Sensação de insegurança é “normal”

Veja lamenta criação de 1,3 mi de empregos em 2012

Investimento em educação? Por aqui não tem isso não!! Parlamentares barram repasse dos royalties do petróleo para educação. Veja aqui seu representante

Imagem: novobloglimpinhoecheiroso.wordpress.com

Hebe, ao lado do povo, procurou exaltar aqueles que melhoraram sua vida.

Exaltou também a importância histórica de um país, ainda machista, ser governado por uma mulher.

Porém Serra, ao que parece, pensava diferente…

Tanto que, visivelmente constrangido, abandonou o programa da diva, antes de seu término.

Do Estadão:

Com tucanos na plateia, Hebe elogia Dilma e pede palmas para Dirceu

02/03/2011


Diante de uma plateia formada por tucanos, como o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), e o ex-governador José Serra (PSDB), a apresentadora afirmou que esperava encontrar a mulher “brava” e “séria” da campanha eleitoral, mas que se deparou com um “amor de pessoa”. “Acho que ela vai fazer coisas muito boas. Ela é uma gracinha!”, afirmou.

A gravação teve a participação de, aproximadamente, 500 convidados na plateia, entre eles, o ex-chefe da Casa Civil e ex-deputado José Dirceu (PT-SP), réu do processo do mensalão. Além de cumprimentar Serra e Alckmin, Hebe anunciou a presença de Dirceu, que havia sentado numa mesa ao canto do estúdio. “Podem bater palmas para ele”, pediu a apresentadora ao público, que se mostrou inibido com a presença dele.

Se Dirceu gostou dos elogios a Dilma, o ex-governador de São Paulo preferiu não acompanhar toda a gravação. Na metade do programa, Serra levantou-se, deixou a mulher Mônica Serra à mesa que ocupavam, cumprimentou o ex-chefe da Casa Civil e ex-deputado do PT de São Paulo e não foi mais visto até o fim da gravação.

José Serra está acostumado a ver outro tipo de tratamento sendo dispensado a seus opositores.

Está acostumado ao pré julgamento.

Serra, ao lado da grande mídia, promoveu o linchamento moral de Dirceu e, em meio ao linchamento, não pôde admitir uma voz que se levante em apoio ao inimigo.

Ele se esquece do mensalão pago por ele à veiculos de mídia, que hoje se empenham em protegê-lo, atacando seus opositores (clique aqui).

Também se esquece do mensalão mineiro, envolvendo tucanos de destaque (clique aqui). 

Mensalão que não será julgado, de forma política, às portas de uma eleição.

Também se esquece do mensalão, pago pelo governo FHC, em troca de sua reeleição (clique aqui).

A indignação seletiva de Serra, largamente veiculada pela mídia, não era compartilhada por Hebe.

Ela estava acima disso.

Ela tinha opiniões próprias. 

Veja também:

Serra deu R$ 34 milhões à editora que publica a revista Veja quando era governador de SP

A compra de votos para a reeleição de FHC

Ela perdeu apoio. E foi derrotada no Senado (clique aqui).

Porém mostrou que não se dobra, que não aceita chantagem.

Divulgada a pesquisa CNI/Ibope, Dilma apareceu com aprovação popular de 77%.

Não é algo a se desprezar…

Do UOL:

A presidente Dilma Rousseff superou índices de aprovação obtidos por FHC e Lula

Aprovação de Dilma sobe e alcança 77%, diz CNI/Ibope

04/04/2012

A pesquisa CNI/Ibope, divulgada nesta quarta-feira (4), mostra que a presidente Dilma Rousseff obteve aprovação pessoal de 77% dos brasileiros no mês de março, ante a 72% obtidos em dezembro. Do total de entrevistados, 19% desaprovaram a presidente e 5% não responderam ou não sabiam. A soma dos percentuais ultrapassa 100% por motivo de arredondamento.

O percentual de aprovação é o mais alto desde que ela assumiu o cargo e superior aos alcançados pelos ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva em igual período de seus governos. No início do segundo ano do primeiro mandato, Lula tinha 54% de aprovação pessoal e FHC, 60%.

Ao mesmo tempo em que Dilma sobe, parece que o destino da oposição é a queda (clique aqui, aqui e aqui).

A queda e o escárnio.

O presidente do DEM, um dos maiores partidos da oposição, primeiro chamou tudo o que houve com Demóstenes de “fase ruim” (clique aqui), depois afirmou que O DEM tem uma história clara de não-convivência com a ética (clique aqui).

É bom não esquecer!! O DEM, para não morrer, já mudou de nome.

Não seria espantoso, se resolvessem mudar de lado…

Afinal, uma parte do DEM já mostrou solidariedade à presidenta (clique aqui).

E o PR, mesmo sem ter o Ministério dos Transportes de volta, agora voltou para a base do governo.

Do Estadão:

Após 3 semanas de ‘rebeldia’, PR volta à base do governo no Senado

04/04/2012

A mensagem que ficou, parece clara.

Em tempos de inclusão digital, a política do “é dando que se recebe” se tornou um tanto perigosa.

Mesmo não resolvendo todos os seus problemas, o cidadão mostra que valoriza o político transparente, aplicado.

Não importa se o político é da base, ou da oposição.

O cidadão valoriza o político sério.

Veja também:

As autoridades de São Paulo e a produção de resíduos sólidos… Eles pensam que somos idiotas?

Interceptada por grampos da PF, chefe de gabinete do governador Marconi Perillo trocava informações com Cachoeira…

Imagem: noticias.uol.com.br

Tem gente afirmando que o governo deveria pedir desculpas pelos aeroportos (clique aqui).

As mesmas pessoas que tratam por privatização, a concessão que foi feita.

Eles, que fizeram inúmeras privatizações, não sabem a diferença?

Concessão, por um tempo determinado, outorga que faz o poder público a um particular ou a uma empresa privada, do direito de executar, em seu nome e mediante certos encargos e obrigações, uma obra, ou a exploração de serviço público (clique aqui).

Um leigo poderia não saber a diferença. Mas eles tinham que saber!!

Eles são incompetentes? Ou incompetentes fomos nós, que votamos neles…

Vamos ver o que foi definido para os aeroportos, ainda em 2011.

Governo define lance mínimo para concessão de aeroportos

15 DE DEZEMBRO DE 2011

O governo definiu hoje (15) os valores das outorgas para o leilão de concessões dos aeroportos internacionais de Brasília, Viracopos e Guarulhos. O lance mínimo para Guarulhos será R$ 3,4 bilhões, para Viracopos, de R$ 1,5 bilhão, e para Brasília, de R$ 582 milhões. Os editais serão publicados ainda hoje em edição extra do Diário Oficial da União. O leilão das concessões será no dia 6 de fevereiro de 2012 na Bolsa de Valores de São Paulo.

O vencedor da licitação de Guarulhos poderá operar o terminal por 20 anos. O prazo de concessão do terminal de Brasília será de 25 anos e o de Viracopos de 30 anos.

Colocamos em destaque o tempo para deixar bem claro. Os aeroportos não foram entregues, como vergonhosamente ocorreu com o sistema Telebrás e a Vale do Rio Doce, por exemplo.

E a concessão não saiu por R$ 3,4 bi para Guarulhos, R$ 1,5 para Viracopos e R$ 582 milhões para Brasília, totalizando R$ 5,482 bilhões.

Na verdade o valor ficou bem além disso…

Governo arrecada R$ 24,5 bilhões com leilão de três aeroportos internacionais

06.02.2012

Como disse bem o Edu Guimarães, para que se consiga mensurar o valor impressionante alcançado pelo arrendamento dos aeroportos a prazo fixo, a venda do controle acionário do sistema Telebrás, em 1998 – um negócio que entregou para sempre toda a estrutura e direitos de exploração das telecomunicações –, arrecadou míseros 19 bilhões de dólares, à cotação da época, o que, à cotação de hoje, significariam cerca de 33 bilhões de reais.

E nem vamos falar da privatização da Vale para não ficarmos nervosos.

Falando em ficar nervoso…

Quem entregou, para sempre, nosso patrimônio. Quem hoje, para se manter politicamente vivo, precisa apelar para a mentira.

Pessoas que não deveriam pedir desculpas.

Desculpas não cobrem o dano que foi causado.

São eles que criticam, quando deveriam se calar.

Veja também:

A ditadura e a mentira por dentro da sacolinha: Quase todos os produtos vendidos pelos supermercados, são embalados em plástico e agridem o meio ambiente

O Estadão denunciou, acredita? Filiados tucanos nem sabem que são tucanos…

Imagem: http://www.blogcidadania.com.br


Ao que parece, não adianta atacar o governo Dilma, da mesma forma como o governo Lula foi atacado.

Não adianta derrubar ministros e promover escândalos, se o governo apresentar resultados.

E o que está sendo apresentado?

Salário no Brasil supera em até 85% o de países da Europa e Estados Unidos.

A constatação, saiu em O GLOBO.

A força da economia brasileira e a crise que vem abatendo os países ricos está fazendo acontecer o que há alguns anos era inimaginável no páis: os salários de trabalhadores em várias carreiras – de executivos e gerentes a engenheiros, consultores jurídicos e profissionais da tecnologia da informação — estão mais altos do que em nações da Europa e nos Estados Unidos. O rendimento mensal chega a ser 85% maior, mesmo convertendo esses valores para reais, considerando a cotação de euro, dólar e libra esterlina. Um engenheiro elétrico sênior, por exemplo, que ganha no mínimo R$ 14.900 no Brasil em grandes empresas, recebe R$ 8.037 na Espanha, uma diferença de 85,4%, aponta pesquisa feita pela consultoria Michael Page, a pedido do GLOBO.

Moeda forte e economia estável. Antigamente isso era coisa de sonhador...

A matéria, que também foi veiculada pela blogosfera (clique aqui, aqui, aqui…), não soa como novidade.

A imprensa já noticia, há tempos, os efeitos de nossa estabilidade econômica.

Do R7:

Turista brasileiro gasta quatro

vezes mais que estrangeiro

26/07/2010

Do iG:

Setor de turismo dos EUA pede fim de visto para brasileiros

10/06/2011

Da Folha:

Voos semanais Brasil-Espanha sobem para 42 em junho

24/03/2011

Os ministros continuam caindo e o governo continua sendo bem avaliado.

Ontem (04/11/2011), o ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi, apresentou hoje, em caráter irrevogável, sua demissão à Presidenta Dilma Rousseff (clique aqui).

Ele está sendo investigado, assim como o prefeito Kassab , ou o presidente do Metrô de São Paulo.

Muitos políticos e executivos, que ocupam cargos de confiança por todo nosso país.

São investigados e (tirando os ministros) permanecem nos cargos.

O Governo Federal é bem avaliado, pois faz seu trabalho.

As reportagens acima podem comprovar.

Será que um governo TÃO CORRUPTO, poderia realizar tanto?

E você? Acredita??

Veja também:

Alckmin sai em defesa de presidente do Metrô. Mas ele não permitiu licitação fraudulenta??

Primeiro a Controlar, agora a Cetesb: Irregularidades emperram prefeitura de São Paulo

Imagem: doceshop.com.br

VERGONHA!! Quem chamava Dilma de "terrorista", sequer, mostrou o rosto*

E nem lembrará.

Apesar das atrocidades praticadas, eles serão esquecidos. Este é o legado dos medíocres.

Eles lutaram para calar sua voz, para curvar seu corpo…

Lutaram para baixar sua cabeça. E caso sua cabeça não baixasse, cortavam-na fora.

Eles tiveram  todo o aparato militar para massacrar pessoas. 

Essas pessoas tiveram direito a ampla defesa??

Muitos, sequer foram encontrados.

Para as famílias a tortura não acabou.

Do mais forte vem a covardia, do mais fraco a coragem...

Hoje podemos criticar governantes. É o legado daqueles que, como Dilma, lutaram pela Democracia.

Os covardes envelheceram, alguns já morreram.

Mas, não se enganem. Eles continuam covardes.

Talvez esqueçamos os monstros.

Mas nunca vamos esquecer a monstruosidade.

Ao menos, não deveríamos esquecer…

*A foto foi tirada em novembro de 1970, quando a hoje presidente da República tinha 22 anos. Após 22 dias de tortura, ela respondia a um interrogatório na sede da Auditoria Militar do Rio de Janeiro.
A vida quer coragem (Editora Primeiro Plano), do jornalista Ricardo Amaral, chega às livrarias na primeira quinzena de dezembro. A foto inédita, está no livro que conta a trajetória de Dilma Rousseff da guerrilha ao Planalto. Revista Época 

Veja também:

Corrupção: Dilma está fazendo uma limpeza. Enquanto isso…

DIA DE LUTO

Imagens:mepr.org.br, batucadasehistoria.blogspot.com

Pior que um governo que tenha corrupção, é um governo que não quer combatê-la.

Do Terra:

Transparência: luta de Dilma contra corrupção é de ‘alto nível’

30 de novembro de 2011

O diretor para a América Latina da Transparência Internacional (TI), Alejandro Salas, destacou nesta quarta-feira o trabalho da presidente Dilma Rousseff no combate à corrupção. Salas estimou que há “uma vontade política de alto nível” para expor “os problemas sob o tapete” no Brasil, onde Dilma já trocou cinco ministros.

“É um ótimo exemplo, muito positivo”, pois “há um castigo administrativo, mas é preciso ver a longo prazo se vai haver punição ou impunidade. Se a Justiça vai estar à altura das circunstâncias e se vão investigar para que os culpados tenham o devido processo”.

A iniciativa de Dilma só não recebe aplausos por aqui.

Muitos ministros, mesmo sem condenação judicial (clique aqui e aqui), já foram afastados do Governo Federal.

Foram afastados para fazer sua defesa.

Apesar de condenados pela mídia, eles não foram condenados pela justiça.

E a oposição, que hoje critica, em outros tempos se vangloriava em tê-los tão próximos…

Da Folha:

Para oposição, mais ministros de Dilma votaram em Serra

27/07/2011

Mentira descarada: Eles surgem acusadores ou desaparecem, conforme a conveniência

Isso não é ser oportunista?

Na prática vemos que por aqui muitos daqueles que criticam o governo Dilma, não fizeram a lição de casa.

E nem estão preocupados em fazer…

Do G1:

Alckmin diz que irá recorrer do afastamento do presidente do Metrô

19/11/2011

Do R7:

Kassab chama suposta fraude de
farsa e diz estar tranquilo

26/11/201

Enquanto Dilma tenta fazer ‘faxina’ em seu governo, os críticos da oposição tentam varrer a sujeira ‘pra debaixo do tapete’.

E tudo com o auxílio da mídia…

E o cidadão?

Quem auxilia?

Veja também:

Dois pesos: Cunhado de Alckmin condenado pela justiça… E a Veja? Ficou muda??

Queda de ministros: Quem tem a mídia ao lado pode posar de “gente boa”…

Imagem: servidorpublico.net


Ao que parece, a grande mídia não quer mais atacar diretamente os chefes do executivo federal.

 Lula foi atacado diretamente. E duramente (clique aqui).

Eles mostraram o escândalo. Mas não mostraram a verdade (clique aqui).

Quem preferiu o escândalo, fugindo da verdade, pagou um alto preço (clique aqui).

Agora vemos que a mídia e a oposição tentam derrubar os colaboradores do governo.

 

 

 E, novamente, fazem um grande escândalo.

 

Mesmo baseado em boatos ou mentiras, o escândalo faz estragos. Ao governo E AO PAÍS

 

Mas, e as provas?

Do G1:

Policial diz que não tem provas específicas contra Orlando Silva

24/10/2011

O policial militar João Dias Ferreira disse que não possui provas do envolvimento direto do atual ministro do Esporte, Orlando Silva, e de seu antecessor, Agnelo Queiroz, no suposto esquema de desvios de recursos públicos da pasta. O policial militar negou que tenha gravado diálogos de Orlando Silva. “Em nenhuma delas [das gravações] tem a voz do ministro”.

Derrubar os colaboradores do governo, é uma maneira de enfraquecê-lo.

Não apresentar provas diretas contra o agora ex-ministro é uma ofensa à cidadania!

Orlando Silva, vítima de um covarde bombardeio por parte da imprensa, se afastou do governo para poder se defender das acusações.

Aldo Rebelo agora chega. Mas fica difícil saber por quanto tempo fica.

Fica difícil ter planejamento e sucesso, com tantas mudanças.

E planejamento é fundamental, para quem quer ter um país sério.

Agora de longe, resta à Orlando, a vaga de torcedor.

Do Terra:

Orlando parabeniza Dilma por escolha de Rebelo para o Esporte

Quantos escândalos ainda veremos, sem provas?

Quantas pessoas veremos destruidas?

Até quando veremos um governo tratado como refém??

Veja também:

Cidadã é abusada em Metrô paulista… Qual a novidade?

Policia Federal não recebeu provas contra ministro… Por que não pedem para a Veja??

Imagem: acervosegundaguerra.blogspot.com

Para a magnânica publicação semanal, a atitude pode soar como afronta.

Afinal não foram eles que tentaram exaustivamente, por oito anos, derrubar um presidente?

E tiveram que engolir sua despedida, com popularidade recorde (clique aqui).

Do Terra:

Após manter Silva, Dilma diz que governo não condena sem provas

Orlando Silva negou as acusações de envolvimento em irregularidades na pasta
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

LARYSSA BORGES

Direto de Brasília

Após se reunir com o ministro do Esporte, Orlando Silva (PCdoB), e dar sobrevida ao auxiliar dentro do governo, a presidente Dilma Rousseff (PT) afirmou na noite desta sexta-feira que o governo “não condena ninguém sem provas e parte do princípio civilizatório da presunção da inocência”. “Não lutamos inutilmente para acabar com o arbítrio e não vamos aceitar que alguém seja condenado sumariamente”, disse a presidente, em nota.

Ao cobrar explicações de Silva, Dilma ouviu do ministro que foram tomadas medidas para corrigir e punir irregularidades no Esporte, ressarcir os cofres públicos e aperfeiçoar os mecanismos de controle de recursos públicos. “Manifestei minha revolta e ela (Dilma) me sugeriu serenidade e paciência, muita paciência, e afirmou a confiança que tem no nosso trabalho.

Não vimos tanto empenho da Veja em apurar a indústria das multas em São Paulo (clique aqui).

Ou a máfia na inspeção veicular (clique aqui).

Será porque não são da base aliada do governo Dilma??

No esporte, temos o caso de Ricardo Teixeira, presidente da CBF desde janeiro de 1989, que há tempos é acusado de envolvimento com propinas (clique aqui), lavagem de dinheiro (clique aqui), crimes contra o sistema financeiro e evasão de divisas (clique aqui), entre outras acusações.

E continua aí, bem nas barbas da Veja…

Ele é mais um exemplo da hipocrisia que reina por aqui.

Esteve durante os governos Collor, Itamar, Fernando Henrique e Lula.

Agora permanece no governo Dilma.

Quem, realmente, quer apurar verdade deveria apurar a verdade POR COMPLETO.

O cidadão, que já paga tanto e é tão enganado, não deveria ser vítima também da enganação da imprensa…

Veja também:

“Jornalismo”: Quem se considera cão,como cão deve ser tratado

Multas em São Paulo:Até quando vamos sustentar um estado vagabundo?


“Ultrapassamos um período de disputas para unir esforços em prol dos que mais precisam no Brasil. Isso se deve em grande parte a seu patriotismo (o de Dilma), a sua generosidade, a seu espírito conciliador” Geraldo Alckmin

A cerimônia no Palácio dos Bandeirantes, contou com a presença dos governadores do Sudeste, para lançamento do programa Brasil sem Miséria.

E, de fato, não teve miséria.

A presidenta foi fartamente elogiada pelo governador paulista.

Do Portal  de Notícias Bol:

Em SP, Dilma diz que país está fazendo ‘faxina da miséria’

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), não poupou elogios para a petista.

Os governadores de MG, SP, RJ e ES com a presidenta

É a primeira vez que o governo federal sob administração petista se une ao governo paulista, sob controle dos tucanos, em um programa de combate a pobreza.

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) foi convidado por Dilma para ficar na mesa autoridades.

Já o ex- governador e presidenciável derrotado José Serra foi convidado, porém não compareceu ao evento.

Tucanos que não gostaram da aproximação de Alckmin com Dilma disseram que o governador mira a reeleição.

Veja também:

Mais uma crise. Veremos uma nova marola?

PSD: A piada política está ficando séria…

O brasileiro parece vacinado contra crises fabricadas…

O governo Dilma permanece com boa popularidade (clique aqui). E permanece promovendo verdadeira ‘limpeza’ em seus quadros.

Casos de corrupção, como o visto na pasta de Transportes (nas mãos do então aliado PR, clique aqui) ou de ingerência, como o visto na pasta da Defesa (nas mãos do peemedebista-tucano Jobim , clique aqui) não foram perdoados.

Ao que parece, a presidenta pretende ter as rédeas de seu governo. E o cidadão parece estar de acordo com isto.

Quanto a classe política, enquanto o PMDB manteve seu apoio ao atual governo, o PR decidiu sair pela porta dos fundos.

Péssimo exemplo. No chamado ‘primeiro mundo’, vemos o caso norte-americano, onde os rivais republicanos e democratas se uniram para salvar sua economia (clique aqui).

Algo que, por aqui, parece inconcebível.

Não importa de quê, o importante é estar por cima...

Porém, apesar da histórica desunião, o Brasil se recuperou muito bem da crise internacional iniciada pela quebra do banco norte-americano Lehman Brothers, em 15 de setembro de 2008 (clique aqui e aqui). Enquanto que a irresponsável oposição pedia a cabeça de Lula em meio à gravíssima crise (clique aqui).

Ou seja, político brasileiro quer estar por cima (mesmo que seja por cima de cinzas).

 Agora o que vemos pela Europa?

Do Estadão:

Após EUA, países europeus temem rebaixamento

SÃO PAULO – Após os Estados Unidos perderam a classificação máxima de sua dívida pela primeira vez na históriaanalistas avaliam que países europeus também correm risco de rebaixamento. França e Grã-Bretanha, segundo parte dos especialistas, lideram a lista de nações que podem ter suas notas revisadas para baixo no médio prazo. Isso porque possuem dívidas altas em relação aos seus PIBs, altos déficits públicos (5,6% do PIB no caso da França e 8,7% no da Grã-Bretanha) e economias com perspectivas de baixo crescimento.

Temos agora uma crise iminente! Vamos ver se, novamente, a classe política e a grande mídia, ávidos por poder, não apostem no QUANTO PIOR, MELHOR.

Se apostarem, esperamos que percam.

Novamente…

Veja também:

 

PSD: A piada política está ficando séria…

 

Corrupção e repressão: A imprensa critica Chaves, mas… E a China?