Tag Archive: Democracia


Todos tem direito a ter sua opinião.

Mesmo que não consigam sustentar sua opinião.

Vimos gente, neste domingo, defendendo o impeachment de Dilma.

Mas sem saber o que iria ocorrer, caso Dilma deixasse o cargo.

Curioso é que, há menos de um ano, Dilma foi eleita com mais de 54 milhões de votos.

Foi eleita de MANEIRA DEMOCRÁTICA.

E, mesmo que a pessoa se comporte como idiota e mostre total falta de informação básica (clique aqui), se estiver acompanhando a manada, será bem recebida.

Já quem tiver opinião contrária, mesmo que sua opinião seja fundamentada, será alvo de linchamento moral.

E, se bobear, até linchamento físico.

Isso não é se comportar como gente.

Isso é se portar como manada.

Uma cantora, após dizer que jamais marcharia ao lado de extremistas de direita, fanáticos religiosos e saudosos da ditadura, foi duramente atacada.

E o que ela disse, para merecer tal tratamento?

De Pragmatismo Político:

Cantora Pitty é hostilizada após se posicionar contra protestos pró-impeachment

pitty protesto impeachment dilma twitter

Veja também:

Após ser provocada, Pitty dá aula de igualdade a seguidor no Twitter

Tomara (Por Vinicius de Moraes)

Tem muita gente bancando o “revoltadinho das ruas”, mas agora vai ficar contra a reforma política.

Aqueles que defendem a democracia na teoria, na prática defendem outra coisa.

Plebiscito não é ouvir 10 mil, 20 mil, 50 mil pessoas nas ruas.

Isso não é democracia.Não chega a ser.

É, no máximo, um São Paulo X Corinthians.

Plebiscito é ouvir milhões de pessoas nas ruas.

ISSO SIM É OUVIR A MAIORIA ABSOLUTA!!

É OUVIR OPINIÃO DO POVO!!

O resto é brincadeira de criança mimada.

Quem fez a proposta recebeu mais de 55 milhões de votos (clique aqui).

Dá só uma olhada em quem  se colocacontra a idéia de dar voz ao povo…

Do BRASIL 247:

SERRA: PROPOSTA DE PLEBISCITO É “ABSURDA”

images-cms-image-000321791

25/06/2013

Para ele, é “fora da realidade” e “sem pé nem cabeça” a realização do plebiscito. “Tem que aprovar uma lei no Congresso Nacional. Se aprovar, marcar a data, fazer horário eleitoral para o povo ir votar. Quanto demora? Seis meses. Depois tem que eleger os membros da Constituinte. Em pleno ano eleitoral [2014], uma confusão dessas, porque ela ouviu falar em reforma política?”, questionou.

Ao falar em reforma política, será inevitável falar em financiamento de campanhas.

Teremos que falar em empreiteiras e grandes empresários que colocam milhões, turbinando a campanha de certos candidatos.

Candidatos estes que, depois de eleitos, vão ajudar seus “amigos” em licitações de obras públicas e processos de privatizações.

É um ótimo negócio para todos, menos para o povo.

E o povo (aquele que sempre é passado para trás) não será ouvido.

Essa é a idéia de políticos como Serra.

Andaram dizendo que “o Brasil que acordou”. E será que o Brasil ficará quieto vendo isso?

Veja também:

Justiça Federal reconhece fraude na privatização da Vale

O lado político das manifestações que se diziam “sem partido”

Imagem: http://www.brasil247.com

Do Facebook:

Captura de tela de 2013-06-22 17:23:28

O cidadão publicou a foto na rede social, classificou outra pessoa como “TRAIDOR” e “JUDAS”, ofendendo sua dignidade e ainda pediu que ela fosse compartilhada e divulgada.

Pois estamos divulgando…

Porém não concordamos com a prática ofensiva.

Fica a pergunta:

Quer dizer que “ele se vendeu ao PT”?

Por que ele não poderia “se vender ao PSDB”, por exemplo?

O partido que está a quase 20 anos no governo de SP e jamais reduziu o preço do metrô.

Que muito pouco investiu no metrô.

Quem pega o metrô na estação Corinthians Itaquera ou na estação Artur Alvim, todas as manhãs, sabe bem o que estou falando.

Mas o garotâo que posta a foto do “traidor” e aparece de paletó e gravata não deve saber o que é andar de metrô lotado.

Ele está pouco se lixando para o MPL e suas reivindicações.

Ele e seus amigos riquinhos.

Ele também deve querer acabar com as cotas de negros nas universidades.

Ou com programas de inclusão social como o Bolsa família ou o Minha Casa, Minha Vida.

Deve odiar pobre, acreditando que pobre somente existe para servi-lo.

O rapaz que se chama Washington (como a capital dos Estados Unidos), utiliza as redes sociais para rotular um cidadão como “judas”.

É isso aí!! Vamos utilizar o direito democrático de persegui-lo.

Hoje ele é perseguido, amanhã poderá ser morto.

Trucidado como um Judas na sexta-feira da Paixão.

E tudo em nome dessa “nova democracia”.

Essa que mostra bandidos (ou melhor “cidadãos”) saqueando lojas, incendiando veículos e destruindo tudo pela frente.

Essa “nova democracia” é uma mentira.

Mas tome cuidado!!

Caso não concorde com ela, você também poderá ser perseguido…

Veja também:

Manifestante dizia: “Foda-se o Brasil, nacionalismo é coisa de imbecil”

O MPL E SUA PAUTA DE REIVINDICAÇÕES

E se a história da segunda guerra mundial fosse registrada no facebook?

Imagem: facebook

17jun2013---manifestantes-chegam-ao-cruzamentos-das-avenidas-faria-lima-e-reboucas-em-pinheiros-zona-oeste-de-sao-paulo-no-5-protesto-contra-o-aumento-das-tarifas-do-transporte-coletivo-1371505262094_615x300

Temos visto uma mobilização espantosa por várias cidades brasileiras.

Belas manifestações, porém com momentos de selvageria.

Vimos manifestantes tentando invadir o Palácio dos Bandeirantes.

Também vimos no RJ, a tentativa de invadir a Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro).

Vimos também um veículo sendo incendiado.

Ao que parece, tudo isso é pela revogação do aumento de tarifas do transporte público.

Porém o buraco é bem mais embaixo…

Os nossos bolsos também são violentados por pedágios caríssimos (e isso não é de hoje).

Pagamos uma altíssima carga tributária e não temos, por parte do estado, investimentos em Segurança Pública.

Uma infinidade de filhos, filhas, esposos, esposas, pais e mães são assassinados todos os dias por criminosos (e isso não é de hoje).

A PM, importante instrumento do governador para agredir manifestantes, professores, moradores de rua ou dependentes químicos, é um verdadeiro fracasso para combater a criminalidade.

Policiais que recebem salários de fome e que trabalham em várias jornadas para complementar o salário.

Com tais condições de trabalho, fica bem difícil garantir a segurança da população (e isso não é de hoje).

Pagamos uma altíssima carga tributária e não temos, por parte do estado, investimentos em Saúde Pública.

Uma infinidade de filhos, filhas, esposos, esposas, pais e mães morrem todos os dias sem atendimento médico decente (e isso não é de hoje).

Também podemos dizer que foram assassinados.

Temos políticos que estão no poder há muitos anos (em São Paulo já são décadas), e não conseguiram dar ao povo o básico.

Não conseguiram dar respeito ao povo.

Apesar de não concordar com manifestações violentas, ver um número imenso de manifestantes batendo às portas de Alckmin não parece ser surpresa.

Esse senhor tem muitas explicações a dar.

Hoje pudemos ver uma grande mobilização.

E, caso ainda não notaram, não foi apenas por alguns centavos na tarifa.

Veja também:

Ato com 65 mil participantes fecha marginal Pinheiros, emSP, e chega ao Palácio dos Bandeirantes

SP: Movimento Passe Livre diz que só negocia revogação de aumento

Imagem: http://noticias.uol.com.br

A falta de democracia dentro do PSDB possibilita candidatos eternos. Talvez tenhamos que ver o ‘revigorado’ Serra por mais um milênio…

Olhando as campanhas de Serra e Haddad, podemos ver diferenças dramáticas.

Primeiro o resultado.

Do UOL:

Serra tem a pior votação da história do PSDB na capital paulista em um segundo turno

28/10/2012

Alem de ter sido derrotado por Fernando Haddad (PT)na disputa pela prefeitura, José Serra (PSDB) teve a pior votação de seu partido no histórico de disputas de segundo turno na cidade de São Paulo desde 1994, incluindo eleições estaduais e nacionais.

Com 44,4% dos votos válidos, Serra teve o resultado menos expressivo do PSDB nas urnas dos últimos 18 anos. Antes do resultado deste domingo, só em 2002 a votação dos paulistanos no PSDB não havia superado 50%. Mesmo em eleições presidenciais nas quais o PT levou a melhor sobre os tucanos, São Paulo contrariou o resultado nacional. Tanto Alckmin, em 2006, e Serra, em 2010, venceram o pleito na cidade.

Até então, o pior desempenho dos tucanos havia ocorrido em 2002, quando o próprio José Serra obteve 48,9% dos votos dos eleitores da capital na disputa presidencial contra Luiz Inácio Lula da Silva. Em 2010, no pleito contra a presidente Dilma Rousseff, Serra conquistou 53,6% dos votos na cidade de São Paulo.

Agora o início.

Do ÚLTIMO SEGUNDO:

Com 31%, Serra lidera disputa em São Paulo; Haddad tem 3%

09/05/2012

Assim como Dilma Roussef, que no início das eleições presidenciais de 2010 foi tratada como um ‘poste’ (clique aqui), para depois acabar eleita. Haddad também teve sua capacidade questionada e sua candidatura tratada como um erro (clique aqui).

Na prática o que se viu, tanto em 2010 quanto agora, foi o conhecido e experimentado Serra ficando para trás.

Porém o tucano se diz ‘revigorado’.

Do G1:

Serra diz que termina campanha ‘revigorado’ e com mais ‘energia’

28/10/2012

Serra (que foi candidato em 1996, em 2002, em 2004, em 2006, em 2010 e agora em 2012) surge como exemplo prático da falta de quadros para um partido importante como o PSDB.

Tal realidade pode ser um sinal ruim para o partido. Pode também não ser bom para o processo democrático.

Veja também:

Aliado de Serra, Kassab avalia governo nefasto e decreta: “Sucessor não resolve problemas da cidade em 4 anos”

Bilhete Único de 6 horas: Serra vai plagiar idéia de Levy Fidelix para tentar ganhar eleição

Imagem: netizando.wordpress.com

Candidato que se diz “democrata”, precisa aprender a conviver com pergunta difícil.

Em 2010 os questionamentos sobre os caríssimos pedágios cobrados pelo governador que acabava de deixar o cargo para disputar as eleições presidenciais, acabaram custando a cabeça de dois consagrados jornalistas da TV Cultura.

Heródoto Barbeiro e Gabriel Priolli.

Ex-diretor de jornalismo da TV Cultura, o jornalista Gabriel Priolli foi demitido, Priolli havia preparado uma reportagem sobre os pedágios nas rodovias paulistas – tema que incomoda o ex-governador José Serra (clique aqui).
Sobre as razões da demissão de Heródoto, veja o video onde o jornalista entrevista Jose Serra, pouco antes de sua demissão.

Agora, ao que parece, mais uma cabeça de jornalista pode estar indo para a ‘guilhotina’.

Do Terra:

Serra discute com jornalista sobre kit anti-homofobia

16/10/2012

Em entrevista à rádio CBN na manhã desta terça-feira, o candidato do PSDB à prefeitura de São Paulo no 2º turno, José Serra entrou em conflito com jornalista Kennedy Alencar que o questionou sobre o kit anti-homofobia do Estado de São Paulo.

Serra foi questionado pelo jornalista Kennedy Alencar sobre o kit anti-homofobia do Estado de São Paulo e o apoio de lideres conservadores como o Pastor Silas Malafaia. Em contrapartida, o tucano perguntou a Kennedy se ele havia lido o material. Enquanto o jornalista respondia que leu a cartilha e que viu semelhanças entre o material do governo federal, chamado pejorativamente de ‘kit gay’, e do governo estadual. Serra ainda continuou questionando. “Kennedy, fala a verdade. Você leu a cartilha inteira? Não leu, Kennedy”, afirmou o candidato.

Em resposta, o jornalista afirmou que fez uma pergunta objetiva ao tucano. Cortando sequencialmente o jornalista, Serra ainda afirmou: “faz favor, seja educado e ouça o que eu estou falando”. “Você está falando de uma cartilha que você não leu. Leia e você vai ver que são coisas muito diferentes”, completou. O candidato do PSDB ainda afirmou que a pergunta do jornalista “envolve uma mentira”, por considerar que as cartilhas “são completamente diferentes”. Por fim ele afirmou que o jornalista teria outra preferência política. “Eu sei que você tem suas preferências políticas, modere-se Kennedy, você está na CBN. Não pode fazer campanha eleitoral aqui na CBN.

Segundo o candidato tucano, a cartilha do MEC incentiva o bissexualismo.

Apesar de discordar radicalmente da opinião de Serra, apesar do espanto de ver argumentação tão estúpida…

Sua opinião deve ser respeitada.

É dessa maneira que se faz DEMOCRACIA.

E José Serra fez exatamente o oposto disto.

O candidato cortou o jornalista e o chamou de mentiroso (pois afirmou que ele não leu a cartilha, mesmo após ter ouvido do jornalista que ele havia lido).

A falta de respeito e de educação é característica de quem não tem o que dizer.

É coisa de ditador!

Para fazer tão grotesco papel, seria melhor que Serra tivesse ficado calado.

Seria melhor que tivesse ficado em casa.

Veja também:

Carlinhos Cachoeira e a justiça brasileira: Estão querendo soltá-lo…

Gráfica da Folha de São Paulo que vazou ENEM é condenada pela Justiça: E aí? Serra vai colocar no horário eleitoral?

Também não adianta pressionar o STF, com o poder midiático.

Não adianta, se o povo não estiver ao seu lado.

O petista João Paulo Cunha foi condenado pelo crime de lavagem de dinheiro no Supremo Tribunal Federal (STF) no julgamento do Mensalão.

E, apesar disso, o vice do ‘bandido mensaleiro’ levou 60,03% dos votos válidos.

Da REDETV!:

Jorge Lapas (PT) vence eleição em Osasco (SP)

07/10/2012

O candidato do PT, Jorge Lapas, venceu a eleição para a prefeitura de Osasco (SP) no primeiro turno, com 138.435 votos, ou 60,03% dos votos válidos, com 100% das urnas apuradas. Lapas entrou na disputa pela prefeitura da cidade inicialmente como candidato a vice na chapa liderada pelo deputado João Paulo Cunha.

Abandono do povo humilde: O número absurdamente grande de incêndios em favelas e o prefeito Kassab, que agora tem rejeição popular recorde

Enquanto isso…

Em São José dos Campos, governada há 16 anos pelo PSDB, a derrota tucana também foi no primeiro turno.

Do Estadão:

PT quebra legado de 16 anos do PSDB em São José dos Campos

07/10/2012

Depois de três tentativas, o candidato petista Carlinhos Almeida conquistou a prefeitura da maior cidade do Vale do Paraíba, São José dos Campos, a 90 km de São Paulo. A disputa, vencida no primeiro turno com 51% dos votos válidos, quebra um legado de 16 anos do PSDB.

Ao que parece, o comportamento do governo tucano na truculenta desocupação do Pinheirinho, onde crimes foram cometidos pelo Estado contra o cidadão (clique aqui e aqui), foi decisivo no resultado de derrota.

O resultado desastroso para o PSDB já era esperado (clique aqui).

Ao que parece, o povo começa a ver quem trabalha por ele.

E, também começa a ver quem trabalha contra.

Mesmo que a grande mídia tente esconder…

Veja também:

Truculência no Pinheirinho pode dar prefeitura do PSDB ao PT

Um dia Joaquim Barbosa falou para Gilmar Mendes ir às ruas ouvir o povo. E agora? O povo é ouvido?

Imagem: sidneyrezende.com

O salário acima é o que pretende um delegado ou perito da Polícia Federal, em início de carreira.

Para pagar tal salário, tomando por base o salário mínimo (R$622,00), seriam necessários mais de três anos de salário mínimo para pagar um único salário desses senhores.

O salário é maior que os R$ 19,8 mil recebidos pela presidenta Dilma Rousseff (clique aqui).

O governo Federal decidiu mostrar vencimentos e propostas ao público, em resposta à intransigência dos policiais federais, que estão travando serviços importantes e prejudicando cidadãos.

 

A imagem do caos: Reivindicações, mesmo que justas, não podem servir de razão para pegar o povo e fazê-lo refém…

Os funcionários deveriam agradecer ao governo pois, dessa forma, podem mostrar à sociedade o quanto são “injustiçados”.

Do ÚLTIMO SEGUNDO:

O governo federal decidiu retrucar o endurecimento nas negociações por parte dos grevistas da Polícia Federal (PF), que nesta quinta-feira (16) realizaram operação-padrão em aeroportos do País , e que nesta quarta-feira teriam se recusado a ouvir a proposta de aumento salarial que o Ministério do Planejamento havia elaborado.

A resposta do Planalto veio com o vazamento das cifras que até agora estavam sendo tratadas apenas entre o secretário de relações do trabalho do Planejamento, Sérgio Mendonça, e a liderança sindical da PF.

Para agentes, escrivães e papiloscopistas o pedido de aumento varia entre 109,38% e 151,27%. A categoria quer que o governo eleve o salário inicial dessas três carreiras de R$ 7.514,33 para R$ 18.881,44. Já para profissionais no final de carreira, o pedido é para que o vencimento suba de R$ 11.879,08 para R$ 24.873,01.

Os delegados e peritos federais também pedem aumento. Para a categoria o reajuste pleiteado pela liderança sindical oscila entre 71,24% e 35,53%. Com esses percentuais, o piso saltaria de R$ 13.368,68 para 22.891,91.

Enquanto o vencimento em final de carreira passaria de R$ 19.699,82 para R$ 26.700,00 (próximo ao que ganha um ministro do Supremo Tribunal Federal, cujo vencimento bruto mensal de R$ 26.723,13 serve de teto para todo o funcionalismo público).

Funcionários que deveriam agradecer ao governo, por exibir salários de servidores ao povo, na verdade preferem fazer barulho em público, e deixar seus salários no anonimato…

Da GAZETA DO POVO:

Funcionalismo vai à Justiça contra divulgação de salários

29/06/2012

A divulgação dos salários dos servidores públicos na internet aumentou a tensão no funcionalismo. A Confederação dos Servidores Públicos do Brasil (CSPB) anunciou na quinta-feira (2) que pedirá ao Supremo Tribunal Federal (STF) a retirada dos dados, disponíveis desde anteontem à noite no Portal da Transparência.

A justiça já se pronunciou sobre funcionários que gritam por melhores salários, mas não querem a divulgação para que a sociedade possa avaliar se o seu salário, realmente, é ruim (clique aqui).

Também já se pronunciou, em decisão liminar, sobre a legitimidade de uma paralização que prejudique a coletividade (clique aqui).

Falando em coletividade, será que ficaríamos TÃO TRISTES em receber salário igual ao desses senhores?

Veja também:

Entidades protestam após divulgação de salários de servidores na internet

STF libera divulgação dos salários dos servidores

PORTAL DA TRANSPARÊNCIA do Governo Federal

Imagem: noticias.r7.com

Ou seja, temos 19 senadores que acreditam que Demóstenes Torres, que colocou seu mandato à seviço do crime organizado, agiu bem.

E, se acham dessa maneira, podem muito bem se tornarem os próximos a agir como Demóstenes…

Porém, devido ao voto secreto (clique aqui), seus eleitores jamais saberão ao certo como votou o seu representante.

E, nas próximas eleições, serão presas fáceis de discursos bem elaborados e campanhas caras.

Demóstenes foi cassado, mas jamais saberemos quem votou pela sua cassação.

Do Senado:

Cassado pelo Senado, Demóstenes Torres está inelegível até 2027

A carreira política de Demóstenes Torres no Senado chegou ao fim às 13h24 desta quarta-feira (11), depois de 103 dias de agonia iniciados pela representação do PSOL no Conselho de Ética e Decoro Parlamentar. Numa sessão histórica, o projeto de resolução (PRS) 22/12, determinando a cassação do senador, foi aprovado com a anuência de 56 parlamentares. Outros 19 foram contrários e se registraram cinco abstenções.

Com a perda do mandato, Demóstenes fica inelegível por oito anos contados a partir do fim do mandato para o qual havia sido eleito. Ou seja, só poderá concorrer a um cargo político em 2028, visto que seu mandato se encerraria em fevereiro de 2019 e não há eleições previstas para outubro de 2027, seguindo-se o calendário atual.

No lugar dele, deve assumir o primeiro suplente, Wilder Pedro de Morais, de 44 anos, filiado ao DEM, ex-partido de Demóstenes.

Wilder Pedro de Morais, por coincidência é ex-marido de Andressa Mendonça, atual mulher de Carlinhos Cachoeira.

Os senadores agora defende o fim do voto secreto (clique aqui), ao menos dizem que defendem…

Mas se realmente é isso o que querem, por que o voto secreto existe até hoje.

Será que o que eles falam em público, é o mesmo que o que decidem EM SEGREDO?

Veja também:

UFC 148: Rede Globo mente, vira #GloboFail e transforma ‘luta do século’ em ‘piada do ano’

Wilder foi o segundo maior doador na campanha de Demóstenes

Democracia e legitimidade: Quem é o Paraguai, para falar sobre a Venezuela?

Imagem: senado.gov.br

O comércio ilegal entre Paraguai e Brasil é bastante aquecido.

O país vizinho nos exporta drogas (clique aqui e aqui) e produtos pirateados (clique aqui e aqui) e ainda serve como destino de nossos carros roubados (clique aqui).

Além do comércio ilegal, a democracia ilegal paraguaia também merece destaque.

Após 61 anos de hegemonia do partido Colorado, sustentáculo da ditadura do general Alfredo Stroessner (1954/89), enfim em 20 de abril de 2008 os paraguaios puderam saber o que significa DEMOCRACIA e PLURALIDADE.

Fernando Lugo, ex-sacerdote ligado ao movimento agrário, que trabalhou no Equador e era conhecido pelos equatorianos como “bispo dos pobres”, foi eleito presidente, à frente de uma coalizão de partidos de direita e esquerda, a Aliança Patriótica para a Mudança (clique aqui).

Ele foi eleito pelo povo, mas foi o Senado, com ampla maioria oposicionista, o responsável por seu destino.

Seu julgamento relâmpago, com menos de duas horas para a ‘ampla defesa’, foi uma ofensa ao que uma democracia DE VERDADE deve defender.

Ou seja, Fernando Lugo foi vítima de um golpe (clique aqui).

O parlamento paraguaio é a imagem de uma “democracia pirata”

Agora os golpistas se sentem no direito de julgar a Venezuela.

Do JORNAL DO BRASIL:

Imprensa paraguaia critica entrada da Venezuela no Mercosul

01/07/2012

A imprensa paraguaia publicou que a Venezuela entrou “pela janela” no Mercado Comum do Sul (Mercosul) e que uma nova “tríplice aliança” atuou contra o país, em alusão à Guerra do Paraguai (1865-1870), ocasião em que Brasil, Argentina e Uruguai se uniram para lutar contra o Paraguai.

A publicação paraguaia ABC Color destacou em sua primeira página que a Venezuela “entrou pela janela” no Mercosul, enquanto o Última Hora enfatizou que “a suspensão do Paraguai permitiu o ingresso” de Caracas ao bloco.

“Nova ‘Tríplice Aliança’ suspende o Paraguai e inclui a Venezuela”, dizia a manchete do jornal paraguaio La Nación. O periódico ainda publicou que as três nações estariam agora “nas mãos” de Hugo Chávez.

Os presidentes do três países, Dilma Rousseff, Cristina Kirchner e José Mujica, respectivamente, decidiram na última cúpula do bloco suspender o país até que sejam realizadas eleições, que estão programas para abril de 2013.

A entrada da Venezuela no Mercosul, que estava sendo impossibilitada pelo Congresso do Paraguaio, por sua vez, foi aprovada pelo grupo.

A imprensa que fala que a Venezuela entrou “pela janela” do Mercosul, não se lembra de dizer que o Paraguai sai da democracia “pela porta dos fundos”.

Jornalistas deveriam mostrar a verdade dos fatos.

No Brasil também tivemos órgãos de imprensa apoiando o golpe de 1964.

O que estamos vendo é muito grave.

Hoje vemos a democracia paraguaia sendo violada.

Se nos calarmos face a tal ofensa praticada no país vizinho, a vítima amanhã pode ser a nossa democracia.

Veja também:

Lugo, o ex-bispo que acabou com a herança de Stroessner

PSDB e a crise no Paraguai: Apoio tucano ao golpe teve boa dose de inveja…

Imagem: infosurhoy.com

Afinal, não conseguiram fazer o mesmo no Brasil.

O general bandido Stroessner, que teve o Paraguai sob suas botas entre 1954 e 1989, se estivesse vivo, agora estaria orgulhoso.

Um país que hoje se considera democrático e no entanto dá apenas duas horas de ‘ampla defesa’ (e isso sem sequer comprovar que Fernando Lugo deu a ordem para o massacre de Curuguaty), merece respeito?

Golpe no Paraguai: Primeiro o aperto de mão, depois a apunhalada. E ainda chamam ele de Franco…

A repugnante democracia que o Paraguai apresenta ao mundo conta, aqui no Brasil, com apoiadores.

Os mesmos apoiadores que tentaram derrubar o governo Lula, acusando este de ‘mensaleiro’.

Eles, que não foram condenados (ou sequer julgados) por terem pago a parlamentares para aprovar o segundo mandato de FHC.

A oposição fracassou na tentativa do golpe brasileiro, Lula foi reeleito, saiu da presidência com aprovação recorde e ainda foi decisivo na eleição de sua sucessora, Dilma Roussef.

Do Opera Mundi:

PSDB afirma que não houve golpe no Paraguai e critica “interferência” do governo brasileiro

O impeachment do presidente paraguaio Fernando Lugo não tem unanimidade entre os partidos políticos brasileiros. A maioria dos partidos manifestou apoio ao chefe de Estado destituído, seguindo manifesto do PT, que classificou a ação do legislativo paraguaio de golpe de Estado. No entanto, o PSDB (Partido da Social Democracia Brasileira), principal legenda da oposição, defende a decisão do legislativo paraguaio e critica a diplomacia brasileira.

Alguns partidos que carregam DEMOCRACIA no nome, não se mostram dignos de carregar palavra tão grandiosa.

Porém carregam assim mesmo, como tendo a necessidade de repetidas vezes afirmar que são democratas.

O DEM (sigla para ‘Democratas’) já foi PFL, já foi ARENA e apoiou a ditadura no Brasil.

O PSDB (‘Partido da Social Democracia Brasileira’) se diz democratico, mas agora se manifesta apoiando o recente golpe paraguaio (clique aqui).

Hoje esses partidos brasileiros estão em igualdade com os partidos paraguaios Colorado e Liberal (eles que derrubaram Fernando Lugo).

Eles são piores que simples golpistas.

Também são mentirosos. 

Veja também:

São Paulo, a capital da insegurança: Em plena onda de ataques, faltam coletes para policiais

♫ Eu quero ‘tchu’, eu quero ‘tcha’♪ Serra aposta em eleitor que não sabe votar…

Imagem: blogs.estadao.com.br

A eleição de Fernando Lugo, eleito democraticamente em 2008, após seis décadas de domínio de um partido único, incluindo os 35 anos do regime militar comandado por Alfredo Stroessner (1954-1989), foi um acontecimento marcante na história recente do Paraguai (clique aqui).

Ele foi eleito pelo povo, mas não é o povo quem decidirá seu destino…

O Senado, com ampla maioria oposicionista, deverá decidir sobre o processo de impeachment do presidente.

Da BBC Brasil:

Mortes no campo geram crise e processo de impeachment no Paraguai

21/06/2012

As mortes em um conflito agrário na semana passada no Paraguai provocaram uma crise que levou o presidente, Fernando Lugo, a afirmar nesta quinta-feira que não renunciará ao cargo. O discurso em rede nacional ocorreu minutos depois da aprovação por ampla maioria na Câmara dos Deputados da abertura de um processo de impeachment contra ele.

Fernando Lugo/AP

Lugo diz que vai se submeter a processo, mas reclama de perseguição política

“Não renunciarei ao cargo para o qual fui eleito pelo voto popular. Não interromperei um processo democrático e me submeterei ao processo político, como mandam as leis paraguaias, com todas as suas consequências, como indica a Constituição paraguaia”, afirmou o presidente.

É, de fato, muito perigoso o que ocorre aí do lado, no Paraguai.

Como um país que não consegue mostrar estabilidade política, poderá assumir compromissos internacionais?

Sobre as mortes ocorridas, aqui mesmo no Brasil, diversas reintegrações de posse acabaram em massacres.

Temos, por exemplo, o recente caso do Pinheirinho em São Paulo, ou o terrível episódio de Eldorado dos Carajás no Pará, onde dezenove sem-terra foram mortos pela Polícia Militar do Estado do Pará.

O caso do Pinheirinho vai para a Corte Interamericana de Direitos Humanos e ao Tribunal Penal Internacional (clique aqui) e, caso sejam condenados os responsáveis, esses não serão os chefes de governo, como não foram os chefes de governo responsabilizados pelo massacre do Pará (clique aqui). 

Almir Gabriel não foi cassado, assim como não será Geraldo Alckmin…

Vão cassar Fernando Lugo? E depois? Vão fazer um governo provisório-definitivo?

Já vi esse filme antes…

Ele não foi eleito pelo povo? Pois que seja convocado um referendo para que o povo, democraticamente, decida se o presidente Lugo deve sair.

Veja também:

Fernando Lugo: o ex-bispo que acabou com a herança de Stroessner no Paraguai

Após perder no Paraguai, Partido Colorado entra em crise