Em São Paulo, foram tomadas medidas pela “presevação da natureza” pelos supermercados.

E as velhas sacolinhas foram banidas, dando lugar às chamadas sacolas biodegradáveis.

Para variar, a conta da “mudança ecológica” foi para o bolso do consumidor.

Os pequenos mercados ainda dão uma ou duas sacolinhas como cortesia ao cliente.

Já as grandes redes (que auferem lucros bem maiores) não movem um dedo por seu cliente.

Ou pelo meio ambiente.

E o meio ambiente?

Será que está sendo, realmente beneficiado pela medida “ecológica”?

O que colocamos nas sacolas biodegradáveis?

1 Garrafas PET. De refrigerantes, suco, água e outras bebidas.

TEMPO DE DECOMPOSIÇÃO 450 ANOS.

https://tonigumauskas.files.wordpress.com/2012/06/garrafaspetnosrios.jpg?w=640

2 Latas de alumínio. De refrigerantes e cervejas.

TEMPO DE DECOMPOSIÇÃO 200 a 500 ANOS.

3 Embalagens plásticas. Para macarrão, feijão, arroz, detergente, desinfetante, iogurte, etc.

TEMPO DE DECOMPOSIÇÃO 450 ANOS.

3 Embalagens de vidro. Para azeitonas, palmito, champignon, doce de leite, etc.

TEMPO DE DECOMPOSIÇÃO ATÉ 1 MILHÃO DE ANOS.

Clique aqui e veja estes a mais outros exemplos do que é vendido nos supermercados.

Sobre as embalagens plásticas, o cenário pode ser até pior (clique aqui).

E os supermercados acham que trocando a sacolinha estão fazendo uma grande coisa?

Mas e os inúmeros produtos embalados em materiais altamente nocivos à natureza?

Produtos que são, diariamente vendidos nos supermercados?

Isso pode?

Será que, ao concordarmos com isso, não estamos passando um recibo de estupidez?

Vamos continuar pagando pela sacolinha e fechando os olhos para todo o resto?

Será que não é o momento de deixar de comprar nas grandes redes para prestigiar quem nos oferece a tal sacolinha?

Será que não é o momento de começar a cobrar quem produz embalagens poluentes?

Afinal, preservar a natureza se faz com ATITUDES CONCRETAS.

E não com medidas paliativas e imbecis…

Veja também:

Tenta Esquecer-me (Mário Quintana)

Dia do beijo? Uma grande bobagem…

Imagem:sosriosdobrasil.blogspot.com