Tag Archive: MPE


Até que enfim... Dos diversos abusos cometidos pela coligação de apoio à Serra,ao menos um foi visto

Do Estadão

http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,mpe-pede-multa-a-serra-por-publicidade-antecipada,580068,0.htm

MPE pede multa a Serra por publicidade antecipada

12 de julho de 2010

O Ministério Público Eleitoral (MPE) entrou com uma representação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) no fim de semana contra o candidato do PSDB à Presidência, José Serra, por suposta propaganda eleitoral antecipada.

O MPE pede multa de R$ 25 mil ao presidenciável e aos religiosos Cesino Bernardino, Reuel Bernardino e José Lima Damasceno por terem se referido ao candidato como “o próximo presidente da República”, no 28º Congresso Internacional de Missões dos Gideões Missionários, em Camboriú (SC), no dia 1º de maio.

Segundo a ação do MPE, o então pré-candidato teria tentado se aproximar do público expondo as propostas que pretende implementar. O MPE questiona o uso de telões em vários pontos da cidade, o que teria permitido que aproximadamente 180 mil pessoas assistissem ao evento.

De qualquer maneira,ser conhecido não é o principal para se ter êxito em uma eleição… É necessário ser bom.

E apresentar resultados.

Bolsa Família,PAC,Minha Casa Minha Vida,por exemplo,não são propostas.

São realidade.E contra tudo isso,é necessário mais que propostas.

É necessário burlar a justiça (como aparecer em horário eleitoral de outros partidos ou apagar,na calada da noite a marca do Governo Federal nas placas do Rodoanel).

Ou reinvindicar a paternidade do Bolsa Família. Reinvindicar hoje,pois no início o auxílio era chamado Bolsa Vagabundagem.

Ainda bem que,mesmo que o MPE ou o TSE não vejam,o povo não esquece.

Anúncios

Apesar de cega,a justiça precisa sentir o cheiro da pilantragem...

http://agencia.tse.gov.br/sadAdmAgencia/noticiaSearch.do?acao=get&id=1313479

MPE pede cassação de programa do PPS do 1º semestre de 2011 como punição por propaganda antecipada

Ministério Público Eleitoral (MPE) pede cassação do direito de transmissão da propaganda partidária do Partido Popular Socialista (PPS) no 1º semestre de 2011.O MPE pede ainda a aplicação de multa no valor de R$ 25 mil ao partido e a José Serra.

Segundo a vice-procuradora-geral eleitoral, Sandra Cureau, que assina a representação, o programa do PPS desvirtuou a finalidade da propaganda eleitoral, que é fixada pelo artigo 45 da Lei dos Partidos Políticos (Lei nº 9.096/95), pois, “claramente, traz em seu bojo uma mensagem de conteúdo eleitoral”.

De acordo com o Ministério Público, em sua participação no programa, José Serra “apresenta propostas para o desenvolvimento do país, nas áreas de emprego, segurança pública e educação”. Para o MPE, tais propostas, “oriundas de notório pré-candidato ao pleito presidencial, configuram razões para o eleitor nele votar”, o que se traduz em propaganda eleitoral irregular. O órgão afirma ainda que o programa do PPS mencionou explicitamente a candidatura de José Serra e as eleições de 2010.

O MPE afirma que o PPS também descumpriu no programa, veiculado em cadeia de rádio e TV, outra proibição do artigo, que veda a participação na propaganda partidária de pessoas não filiadas à legenda. Informa o Ministério Público que, no programa contestado, apareceram, além de José Serra (PSDB), o ex-governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB) e o deputado federal Fernando Gabeira (PV).

“Diante dos fatos aqui narrados, os representados [PPS e José Serra] fazem jus à pena máxima [valor da multa] estatuída no dispositivo acima descrito, seja em razão da realização de propaganda vedada em espaço destinado à propaganda partidária, seja pela ostensividade e repetição da conduta em questão por parte do segundo representado [Serra], que, em propagandas partidárias de outras agremiações, também teve conduta semelhante”, ressaltou a vice-procuradora Sandra Cureau.

Após meses de impunidade,vemos uma luz no fim do túnel.

O DEM cometeu a mesma ilegalidade.

E falando em ilegalidade…

Ainda vemos verdadeiro abuso do poder econômico na veiculação do CADA VEZ MELHOR,propaganda mais que questionável.

Inquestionável é quem paga a conta pelo abuso.