Veja também

http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=815677

Ciro diz que a tristeza pessoal já passou

17/7/2010

Deputado admite ir para a campanha de Dilma se suas ideias para melhorar o País forem incorporadas ao projeto

Dilma:"Se eu puder escolher,quero Ciro ao meu lado" (19 de junho de 2009)

O deputado federal Ciro Gomes (PSB) viveu um lamentável episodio,quando Eduardo Campos (governador de Pernambuco e presidente do PSB) matou sua candidadtura,preferindo apoiar a chapa da petista Dilma.

Tal episódio causou grande tristeza e revolta,especialmente por ter pêgo de surpresa o nome de maior densidade política do partido.

O parlamentar (que é de Pindamonhangada/SP),trasferiu seu título para São Paulo,após uma vitoriosa carreira política no Ceará (foi prefeito de Fortaleza e governador do estado).Abrindo a possibilidade de disputar o governo paulista.Nem mesmo isso acabou ocorrendo.

Ciro preferiu se afastar e trabalhar pela candidatura do irmão Cid Gomes ao governo cearense.

“Isso que aconteceu comigo, no espaço da vida nacional me machucou profundamente, foi um momento de grande tristeza pessoal. Cheguei a negar minha própria vocação, me senti feito bobo, mas tudo isso já passou. Não sou de guardar mágoa, mas compreendo que o que importa hoje é garantir que o Ceará vá para frente”, detalhou.

Ao declarar que vai votar apenas para Presidente da República, Ciro fez elogios à ex-ministra Dilma Rousseff. “Todos sabem que eu e a Dilma somos grandes companheiros. Se tem uma pessoa no PT que tinha votos para ser candidata, entre todos os militantes petistas de alta qualidade, era ela”, disse.

Nossa torcida é para que essa importante figura,tome seu lugar nessa dura batalha política.