Tag Archive: Dilma


Dilma e o povo

A candidata que venceu com 56,05% dos votos válidos e tem o apoio da maioria do Congresso Nacional (que tomará posse a partir do próximo ano),mostra que tem a confiança de boa parte da população.

Veja a pesquisa.

Do DCI:

Pesquisa revela que para 62%, governo Dilma será positivo

Pesquisa realizada pelo Ibope a pedido da Confederação Nacional da Indústria mostra que 62% dos brasileiros acham que a gestão da presidente eleita Dilma Rousseff será “ótima” ou “boa”. O índice é menor que o obtido pelo governo Lula, que teve aprovação de 80% na mesma pesquisa. Para 19%, o governo da petista será regular e outros 9% acham que será “ruim” ou “péssimo”. Nesses mesmos itens, Lula obtém 16% e 4% respectivamente.
Ainda assim, para 58% da população, o governo de Dilma será igual ao de Lula. Para 18% será melhor e para 14%, pior. A região onde Dilma recebeu mais votos na eleição continua depositando grande confiança nela. O Nordeste é onde ela alcança as maiores expectativas: 70% acham que o governo será “bom” ou “ótimo”. A pesquisa CNI/Ibope ouviu 2.002 eleitores de 140 municípios entre os dias 4 e 7 de dezembro.

Porém a presidenta terá,assim como Lula,a oposição feroz de grandes grupos midiáticos.

Mas se Dilma,assim como Lula,tem o apoio da maioria da população…

Tais grupos representam quem??

Veja também:

A lista da Câmara: Você gostaria de aumentar seu próprio salário??

Autoritarismo: Será que a grande mídia não entende outra língua??

Anúncios

Na verdade,quem deveria tremer era o narcotráfico.

Porém o que vimos é que não é apenas traficante que se mija,ao ver a criminalidade ser combatida.

Vimos aqui que teve político se aproveitando do momento para destilar toda sua frustração com o resultado eleitoral.

Vimos aqui que teve jornalista torcendo pelo fracasso.

E torcendo ardentemente…

Porém,o resultado foi tão satisfatório,que Sérgio Cabral pediu à Dilma a continuidade da parceria com as forças federais.

Cabral pede a Dilma continuidade da parceria na segurança pública

A presidenta eleita Dilma Rousseff recebeu nesta segunda-feira o relato do governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, a respeito da situação da segurança pública no Estado. Em encontro na Granja do Torto, onde Dilma reside durante o período de transição, Cabral pediu a continuidade da parceria das forças de segurança do Estado e nacionais, e disse que assina nesta terça-feira uma solicitação ao Ministério da Defesa pedindo a permanência de um contingente de cerca de dois mil homens das Forças Armadas para o patrulhamento ostensivo do Complexo do Alemão.

Foto: Roberto Stuckert Filho/Divulgação

A presidenta eleita Dilma Rousseff em reunião com o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral. Também participaram Antonio Palocci (esq.) e Luiz Fernando de Souza Pezão

De acordo com o governador, esse patrulhamento é parte do processo que antecede a implantação de uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP), e deve continuar ao longo do primeiro semestre de 2011, ao fim do qual será instalada a unidade no local.

Abusos cometidos pelos agentes de segurança devem ser apurados. É o básico que se espera de quem combate o crime.
Veja alguns casos de abuso policial (clique aqui,aqui e aqui).

Podemos notar que maus agentes da lei,não são exclusividade dos cariocas.

Também temos péssimos jornalistas e péssimos políticos…

Pessoas que preferem ver o caos,para daí,buscar dividendos.

Esse tipo de figura,é quase tão nefasto,quanto o traficante…

Veja também:

A mídia suja critica ocupação no Rio… E São Paulo? O que tem feito para combater o tráfico?

Rio de Janeiro: Será que,finalmente,veremos o crime vencido?

O artigo abaixo é uma singela homenagem à todas as valorosas mulheres que lutam e vencem,mesmo sob condições adversas.

Do Blog do Favre:

“Presidenta”


cristina_habanera.jpg

É bom se acostumar, sim!

Cristina Kirchner tem razão em exigir o uso do termo presidenta e não é brincadeira, nem autoritarismo, nem chilique. É parte do longo processo no qual as mulheres pioneiras abriram o caminho para reduzir a desigualdade de gênero.

Não é uma questão só de gramática, a linguagem evolui e se enriquece com a própria evolução da sociedade, mas os adversários desta evolução no sentido da igualdade entre os dois componentes do gênero humano se camuflam também na ironia ou na lingüística.

Trata-se de introduzir a feminilidade na política, pondo as mulheres em pé de igualdade com os homens, numa esfera em que a dominação do gênero é notória e até introjetada como “natural” por uma parte do eleitorado, incluso feminino.

Cristina exige termo ‘presidenta’

De ‘O Estado de São Paulo’:

Cristina Kirchner exige documentos com o termopresidenta

“Presidenta! Comecem a se acostumar. Presidentaaa…e não presidente!” Era desta forma, esticando a letra “a” para destacar a feminilidade da palavra, que a então candidata presidencial argentina Cristina Kirchner deixava claro, em seus comícios de campanha, que faria questão de ser chamada de “presidenta” se vencesse as eleições presidenciais.

Na época, políticos e funcionários públicos consideraram que as declarações da então primeira-dama não passavam de uma brincadeira. No entanto, desde que assumiu o governo em dezembro, a decisão de Cristina fez com que a Casa Rosada – sede da presidência argentina – rejeitasse no último mês mais de 300 documentos que a chamavam de “presidente”.

No final de 2008, a Argentina completará 25 anos da volta à democracia e, pela primeira vez em sua História, é governada por uma mulher eleita nas urnas. Embora o país esteja longe de estar em uma situação de igualdade dos sexos, a presença de mulheres na estrutura do poder político aumentou de forma gradual e persistente. Dessa forma, nas últimas eleições, o tradicional machismo argentino deu sinais de que está encolhendo, já que 68% do eleitorado votou em mulheres.

Gramáticos indicam que “presidente” está correto, mas que, por questões de costume, nos últimos anos, a palavra “presidenta” tornou-se aceitável. Analistas políticos, porém, afirmam que a insistência fora do comum de Cristina com a palavra é mais uma amostra do autoritarismo do casal Kirchner do que uma preocupação gramatical.

Autoritarismo??

Por parte de quem sofre,há séculos,abusos por parte de homens conservadores…

O fato (que deveria ser considerado comum) de a mulher ter direito ao voto,foi considerado uma conquista.

E foi,apesar da visão feudal de certos ‘analistas’ e certos ‘veículos de informação’.

Muitos dos quais,apoiaram o candidato derrotado aqui no Brasil.

E pelo que vemos…

Não foi só um candidato que perdeu.

Foi uma forma de encarar a mulher.

Foi uma forma de encarar a sociedade.

21/10/2010

Militantes verdes franceses lançam manifesto de apoio a Dilma

“Prestemos bastante atenção ao seguinte: José Serra não é um social democrata de centro. Por trás dele, a direita brasileira vem mobilizando tudo o que há de pior em nossas sociedades: preconceitos sexistas, machistas e homofóbicos, junto com interesses econômicos os mais escusos e míopes. A direita sai do porão. Não permitamos que o voto libertário em Marina Silva paradoxalmente se transforme em uma catástrofe para as mulheres, para os direitos humanos e para os direitos da natureza!”, diz documento assinado por ativistas como José Bové e Dany Cohn Bendit em apoio à candidatura de Dilma Rousseff.

Redação

Um grupo de ativistas e dirigentes dos Verdes franceses divulgou o seguinte manifesto em apoio à candidatura de Dilma Rousseff (PT) à presidência da República:

No quadro das atuais circunstâncias do Brasil, a ancoragem na esquerda é a única possibilidade real de fazer avançar a causa ecológica

« É impossível acreditar que a esperança suscitada pelos dois mandatos presidenciais de Lula acabe terminando no segundo turno com a eleição do candidato da direita »

A candidatura de Marina Silva trouxe para o eleitorado de Dilma, a pupila de Lula, a grande surpresa do primeiro turno. É preciso saudar a novidade que representa a candidatura de Marina Silva que já lutava, desde o período de sete anos em que foi ministra do governo Lula, para fazer entrar verdadeiramente as questões ecológicas na pauta de preocupações do governo brasileiro de esquerda. Com sua presença no escrutínio, a diversidade de lutas sociais, de todas as minorias (sexuais, religiosas) encontrou uma voz.

O placar de 19% do total de votos para uma candidata independente, sem apoio de partidos poderosos, representa a segunda grande surpresa. Ele prova que o Brasil se transforma muito mais profundamente do que apenas no plano do crescimento econômico. Para a democracia e a cultura, este já é um passo considerável.

Na América Latina, da Colômbia ao Chile, e agora também no Brasil, para além dos diferentes contextos, as questões ecológicas entram definitivamente na pauta das eleições presidenciais, o que não é mais o caso na Europa. O Brasil é a sétima potência mundial. Nenhum europeu em sã consciência pode se desinteressar pelo que está em jogo para os destinos ecológicos e sociais do planeta.

Esta é a razão pela qual desejamos, através deste manifesto, expressar nossa inquietação. A batalha do segundo turno se anuncia bastante cerrada e, algo impensável até ontem, uma vitória da direita não está mais excluída. Na configuração de hoje, o Partido Verde está longe de ter a dimensão popular de Marina Silva. Algumas personalidades como Gilberto Gil, ele mesmo afiliado a este partido, conclamam a que se vote em Dilma sem ambiguidade. E nós compartilhamos desta posição. Prestemos bastante atenção ao seguinte: José Serra não é um social democrata de centro. Por trás dele, a direita brasileira vem mobilizando tudo o que há de pior em nossas sociedades: preconceitos sexistas, machistas e homofóbicos, junto com interesses econômicos os mais escusos e míopes. A direita sai do porão.

Contra as mulheres, as facções mais reacionárias das igrejas cristãs – incluindo aquela da mulher do candidato da direita que declarou publicamente que Dilma quer assassinar criancinhas – acusam a candidata de ser favorável ao aborto, mesmo que esta questão não faça parte de seu programa de governo, tampouco do programa do Partido dos Trabalhadores.

Contra os homossexuais: o vice de Serra sustenta um discurso abertamente sexista e homofóbico.

Contra os pobres: acusados de votar na esquerda por ignorância.

A esta panóplia, bem conhecida em toda parte, vem se juntar uma criminilização particularmente ignóbil por parte da direita das lutas de resistência contra a ditadura. Dilma tem sido alvo de campanhas anônimas na internet que acusam de terrorismo e de bandidagem por ter participado na luta contra o regime militar, ela que foi por este motivo presa e barbaramente torturada.

A mobilização da direita está completamente ligada aos interesses do agro-negócio, um vínculo sobre o qual o governo Lula tem sido ambíguo em alguns momentos. No entanto, uma vitória da direita representaria o triunfo do complexo agro-industrial e dos céticos em matéria de aquecimento global. Seria uma guinada à direita em direção à revisão do estatuto da floresta que começou a limitar a devastação na Amazônia e no Mato Grosso, e no asseguramento dos direitos indígenas sobre suas reservas, que no ano passado obtiveram uma importante vitória (Raposa Serra do Sol) referendada pela Corte Suprema do país, que reconheceu esses direitos. Vinte e duas reservas indígenas podem seguir este caminho de enfrentamento com o agro negócio da soja e do arroz transgênico.

Não permitamos que o voto libertário em Marina Silva paradoxalmente se transforme em uma catástrofe para as mulheres, para os direitos humanos e para os direitos da natureza!

No plano internacional, os aspectos mais inovadores da política Sul-Sul de Lula (certamente pelo fato de seu apoio a Ahamdinejad), seriam condenados ao ostracismo com um realinhamento com os Estados Unidos. Além de representar uma alternativa à fixação estéril em uma política de confronto entre Estados Unidos e China, esta política Sul-Sul se opõe às estratégias dos países do Norte de multiplicar as medidas de defesa dos direitos da propriedade intelectual em detrimento do acesso aos saberes, à internet (especialmente no âmbito da ACTA ).

Marina Silva recusou-se a manifestar apoio ao voto em Dilma. Pode-se compreender que seja um pouco difícil para ela se alinhar imediatamente com Dilma, com quem ela entrou em conflito enquanto no governo, e neste momento ela luta para evitar o alinhamento do partido verde com a direita, apesar da campanha virulenta contra ela por parte do PT.

Com efeito, os ecologistas estão travando, não só na Europa, como em vários países do mundo, um sério debate com os socialistas sobre a questão nuclear, sobre a OMC e o produtivismo agrícola e industrial, bem como o problema do aquecimento climático. No Brasil, agrega-se a todas essas questões uma dimensão – amplificada por sua urgência crucial – da luta contra as desigualdades. Pode-se compreender, portanto, a reserva de alguns ambientalistas em se alinharem com a candidata da esquerda.

Mas nossa experiência como força política e de oposição e governo na Europa nos permite afirmar a nossos companheiros brasileiros que, nas atuais circunstâncias do Brasil, a ancoragem na esquerda é a única possibilidade real de fazer avançar a causa ecológica: já vimos no que se tornou a « Grenelle » – Ministério do Meio Ambiente, Desenvolvimento Sustentável, Energia e Transportes – na França com a direita.

Quanto às mulheres, às minorias étnicas, religiosas, sexuais, elas sabem aonde têm que se bater. A xenofobia, o racismo, a mobilização reacionária da religião são os perigosos instrumentos que a direita populista utiliza alegremente na Europa.

É impossível acreditar que a esperança suscitada pelos dois mandatos presidenciais de Lula acabe terminando no segundo turno com a eleição do candidato da direita.

Dany Cohn Bendit (Alemanha) co-président du groupe parlementaire des
députés Verts au Parlement Européen
Monica Frassoni (Itália) co-présidente du Parti des Verts Européens
Philippe Lamberts (Bélgica) co-président du Parti des Verts Européens
Dominique Voynet (França) Senadora, Prefeita da Cidade de Montreuil , ex-
Ministra do Meio Ambiente (gov. Jospin)
Yves Cochet – ( França) Deputado Nacional, ex-MInistro do Meio Ambiente
(Gov. Jospin)
Noël Mamère (França) – Deputado Nacional e Prefeito de Bègles (Bordeaux)
José Bové (França) – Deputado europeu
Alain Lipietz (França) – dirigente dos Verdes, ex-deputado europeu
Jérôme Gleizes (França) – Dirigente da comissão internacional dos Verdes
Yann Moulier Boutang (França) Co-diretor da Revista Multitudes (Paris)

Paris 18 de outubro de 2010

http://www.cartamaior.com.br/templates/materiaMostrar.cfm?materia_id=17103

O debate não mostrou nada de novo.E isso preocupa…

Sobretudo quem está em baixa nas intenções de voto.

Marina,tirando a forte bandeira da preservação ambiental,mostrou pouco conteúdo.

Plinio se encarregou de fazer os ataques mais contundentes.Nem Serra,nem Dilma e,nem mesmo Marina foram poupados.

Do alto de sua idade,ele mostra muita energia e pouco senso prático. É um sonhador.

Serra,ao falar de defesa civil,procurou fugir das responsabilidades de seu governo,durante as chuvas em SP (E teve muitas.Jd.Pantanal,Jd. Romano,São Luiz do Paraitinga…).

Falou também em isenção de impostos em gêneros alimentícios.Mas não disse que,em São Paulo,os gêneros alimentícios passam por incontáveis pedágio caríssimos.O que,lógicamente,acaba indo para o preço dos produtos.

Dilma,de fato,mostrou que não é uma grande oradora.Porém mostrou a segurança necessária.

Ela iniciou falando sobre algo importante: A criação de empregos formais. No governo Lula muito se fez nesse campo.

Ao ser perguntada por Plinio se ela tinha vergonha do partido.Dilma defendeu a importância de uma coligação forte.Afinal “não se governa sozinho”.Segundo  a candidata.

As cartas agora estão na mesa

Todos acabaram expostos. Dilma,representando a continuidade do governo Lula.

Marina,permaneceu mostrando pouco conteúdo,além da #OndaVerde.

Serra,querendo apresentar propostas.Que não colocou em prática,quando esteve à frente da prefeitura e do governo de SP.

E Plinio,se colocando contra todos. Para variar…

Tudo parece decidido. Porém,na TV tudo acaba somente após o “boa noite” de William Bonner.

Ainda mais tendo uma oposição golpista.

Veja:

http://anti-tucano.blogspot.com/2010/09/viva-o-brasil-3-golpes-em-um-dia-gilmar.html?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+AntiTucano+%28ANTI+TUCANO%29

Após,até mesmo, tentarem ligar Dilma ao PCC,quem sabe agora não aparece uma foto de Dilma com  Osama bin Laden??

 Não duvidem!!

http://estadao.br.msn.com/ultimas-noticias/artigo.aspx?cp-documentid=25623025

‘Se Dilma sabia, é crime’, diz Serra sobre denúncias

18/9/2010

Dilma e Serra:O confronto de idéias mostra a meritocracia em ação na política brasileira

A grande mídia tem feito o possível.

Desde ficha criminal falsa para poder alegar que certa candidata é ‘terrorista’,até uma suposta quebra de sigilo de Verônica Serra (ela que esteve envolvida na quebra do sigilo de quase 1/3 da população brasileira,e saiu impune).

Tudo para tentar reverter um resultado,até aqui,dramático.

O caso envolvendo funcionários da Casa Civil,é apenas mais uma tentativa de fugir ao inevitável.O debate sobre programas de governo.

Esse debate está matando a campanha tucana.Por esse motivo,temos visto no horário eleitoral algo que surpreende.

No horário reservado ao candidato Serra,Dilma Rousseff é tratada com maior importância que o próprio candidato tucano.

Afinal,só se fala nela.

Ela também poderia falar na administração tucana.E,assunto,não faltaria.

Temos o caso Lunus,o caso da emenda da reeleição,temos a Petrobrax,a Sanguessuga (chamada Mafia das ambulâncias),o caso Goro Hama (no CDHU em SP),o caso Alston ( no metrô de SP).

Entre muitos outros.

Porém,Dilma não optou por esse caminho.

Serra também poderia…Afinal,ele não é tão preparado?

http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,cntsensus-serra-perde-vantagem-sobre-dilma-no-sul,609708,0.htm

14 de setembro de 2010

CNT/Sensus: Serra perde vantagem sobre Dilma no Sul

O candidato à Presidência da República José Serra (PSDB) perdeu vantagem sobre a adversária do PT, Dilma Rousseff, na Região Sul, segundo pesquisa Sensus divulgada hoje pela Confederação Nacional dos Transportes (CNT). A Região Sul era a única em que o candidato tucano liderava na pesquisa de intenção de voto.

Serra é apontado como candidato por 36,1% dos eleitores contra 34,9% de Dilma na Região Sul. A vantagem está dentro da margem de erro que é de 2,2% para mais ou para menos. Na última pesquisa Sensus/CNT, divulgada no fim de agosto, Serra ainda liderava com 47,8% das intenções de voto contra 35,7% de Dilma.

Dilma teve a vantagem sobre o adversário tucano ampliada no Nordeste, segundo o levantamento. Na última pesquisa, Dilma vencia a eleição por 62,1% contra 19,85% do tucano e 6,4% de Marina. Nesta sondagem, a petista foi a 69,2% da preferência do eleitorado, contra 17,2% de Serra e 4,5% de Marina. Na média nacional, Dilma venceria a eleição com 57,8% dos votos válidos.

E,diante de um quadro tão desfavorável,o que restaria ao candidato?

Talvez acreditar em um milagre,criado pela velha midia.

Eles,realmente,são tão criativos…

#SerraCaluniador:Sucesso na web

Twitter é a rede de comunicação rápida da internet,também conhecida como o “SMS da Internet.

Ferramenta muito utilizada para comunicação pessoal,e também para a política.

Ter sido chamado de caluniador por Dilma,rendeu ao tucano José Serra bastante popularidade…

Desde a noite de ontem,o #SerraCaluniador está entre os Trending Topics ou simplesmente TT (que são os assuntos mais falados, mais comentados do Twitter).

Veja:

http://search.trendistic.com/serracaluniador

10:18 a.m.
duardosc: “#serracaluniador” é uma reação contra calúnia por meio de, érr, ao menos em princípio, mais calúnia? a nós bastem nossos próprios ais, né
  viniciuscesca: Serra: “Dilma não vai a debates”, durante debate de ontem, na presença de Dilma #serracaluniador
10:02 a.m.
joaocristiano13: RT @toriow: @ptnacional Dilma arrasa o #SerraCaluniador: ‘O senhor não é dono da verdade. Não é melhor que niguém. Não me subestime ‘
  cidcancer: RT @stanleyburburin: Galera, a tag #serracaluniador
9:56 a.m.
adddriano: Já disse antes. Com #serracaluniador e Dilma fantoche como primeiras opções, #euvotomarina #eusou+1
9:52 a.m.
stanleyburburin: RT @AgeBevilacqua: @stanleyburburin A única força do #serracaluniador está em sua sistemática utilização da calúnia. / C apoio da mídia
9:23 a.m.
Ismael_Silveira: #globonuncamais . Luiz Caetano detona o PIG http://www.youtube.com/watch?v=Y3VRLXWkjdw #SerraCaluniador
  renanzaccaria: @quantotempodura Serra mostra desespero no debate RedeTV/Folha! #reflitacomrenan #serracaluniador http://t.co/GAwRAax
9:17 a.m.
02saber4: RT @JuniorPompeu: E Dilma não quis usar a matéria da Carta Capital. Ela é uma senhora! #Serracaluniador
9:16 a.m.
rosachiquetto: RT @AgeBevilacqua: 60 milhões de brasileiros com os dados bancários expostos por Verônica filha do #SerraCaluniador é pouco? Cadê a indignação do #PIG?

Today (more results)

(more results)

SAGGIO_2: RT @LulaNews_: #Serracaluniador http://bit.ly/9qhHh9 #Lula #Dilma #PT

(more results)

thiago_yure: #serracaluniador #serracaluniador #serracaluniador #serracaluniador #serracaluniador #serracaluniador #serracaluniador #serracaluniador .

(more results)

OndaLilas_: Ai ai ai aaaaai, tá chegando a hoooraaa, outubro já vem raiando meu bem, e o serra tá indo embooooraaa! #serracaluniador #AgoraeDilma

(more results)

gu_afonso: RT @nandoafonso: #serracaluniador #serracaluniador #serracalu #serracaluniador #serracaluniador #serracaluniador #serracaluniador

Yesterday (more results)

(more results)

Avante_Brasil: RT @vendendobananas: Serra, serra, #serracaluniador, o governo dele nos ferrou!

(more results)

renato_rovai: Dilma faz pacto com o povo. Mandou bem. #Serracaluniador

(more results)

thiago_yure: RT @FBITT: RT @citizenkane_ MP denuncia Serra por compra “estratosférica” de revistas da Abril: http://bit.ly/avXsfi #serracaluniador #v

(more results)

silviocarlos3: A #vejafede jamais conseguirá eleitores pro lixo do #serracaluniador

Decerto que não.Na verdade,o Brasil tem lutado há anos para conquistar estabilidade.

E vem,aos poucos,conquistando.

O mínimo que o eleitor pode esperar do futuro presidente é que ele tenha estabilidade.

E o que temos visto?

Vimos um candidato aberto a discutir propostas e biografias.Disposto,até mesmo a chamar a oposição para participar de seu governo.

https://tonigumauskas.wordpress.com/2010/05/07/psdb-e-pt-dividindo-o-governo-e-possivel/

Isso,é claro,quando liderava as pesquisas e nadava rumo ao Planalto à braçadas olímpicas.

No momento em que sua liderança foi pulverizada,vimos que a estabilidade do candidato se desfez.

Se desfez,como um castelo de açúcar.

E um fato que não era novo,acabou renascendo das cinzas.

http://www.revistaforum.com.br/blog/2010/09/02/sigilo-foi-quebrado-em-setembro-de-2009-auge-da-disputa-aecio-e-serra/

Pois é.A quebra do sigilo fiscal de Verônica Serra se deu em setembro de 2009, auge da disputa interna entre Serra e Aécio.

E a grande mídia parece ter esquecido esse fato concreto.

Enquanto isso,vimos alguém se colocando,desde o início da campanha,como a continuidade do atual governo.

Governo no qual tomou parte decisiva.

Ela não era conhecida e,à medida que foi sendo,passou a ter uma sólida aprovação popular.

Seu discurso não mudou.Ela,de fato,mostra estabilidade.

E o eleitor?Que tanto lutou por estabilidade…

O que vai decidir?

Somente a imagem da favela de mentira,já seria razão para tratar com escárnio uma peça publicitária de tamanha falta de sensibilidade.

Ainda mais quando o candidato está em queda livre nas pesquisas eleitorais…

E acaba de sair a última pesquisa DataFolha.

Os números são dramáticos…Para o candidato tucano.

Veja:

http://www1.folha.uol.com.br/poder/788972-dilma-abre-20-pontos-e-ja-ultrapassa-serra-em-sp-e-no-rs.shtml?utm_source=twitterfeed&utm_medium=twitter

Dilma abre 20 pontos e já ultrapassa Serra em SP e no RS

26/08/2010

A candidata do PT a presidente, Dilma Rousseff, manteve sua tendência de alta e foi a 49% das intenções de voto. Abriu 20 pontos de vantagem sobre seu principal adversário, José Serra, do PSDB, que está com 29%, segundo pesquisa Datafolha. Os contratantes do levantamento são a Folha e a Rede Globo.

Realizada nos dias 23 e 24 com 10.948 entrevistas em todo o país, o levantamento também indica que Dilma lidera agora em segmentos antes redutos de Serra.

Em São Paulo, Estado governado por Serra até abril e por tucanos há 16 anos, Dilma saiu de 34% na semana passada e está com 41% agora. O ex-governador caiu de 41% para 36%.
Na capital paulista, governada por Gilberto Kassab (DEM), aliado de Serra, ela tem 41% e ele, 35%.

Falando em Zé,talvez esteja na hora de lembrar um velho apelido do tucano…

Zé Ladeira.

Em quase oito anos,Serra e seu partido se colocaram contra o atual governo.E agora?O que vão dizer?

Do Estadão

http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20100821/not_imp598220,0.php

Serra defende uso da imagem de Lula no seu programa no horário eleitoral

21 de agosto de 2010

O candidato do PSDB à Presidência, José Serra, defendeu ontem a exibição de imagens suas com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva no horário eleitoral gratuito. “Não sei por que estão se incomodando”, reagiu o tucano.

“Só dissemos que eu e Lula somos políticos experientes, é uma verdade. Que nossos nomes têm história, outra verdade. Por último, que eu tenho mais vivência do que Dilma, mais uma verdade indiscutível”, afirmou Serra, em entrevista ontem em Manaus (AM), depois de almoço com empresários.

Incontestável é que Lula,ao ser eleito em 2002,não tinha a experiência de Dilma (Ministra das Minas e Energia,Ministra Chefe da Casa Civil e figura vital nos principais programas sociais do Governo Lula).

E,apesar de não ter vasta experiência administrativa,Lula conseguiu maciça aprovação popular em seu governo.

Dizer que Dilma não tem história…Isso é,no mínimo faltar com a verdade.

Dilma há 30 anos era brizolista e trabalhava pela criação do PDT.Ela morava em Porto Alegre e militava ao lado de Leonel Brizola e outros líderes trabalhistas.

“Estávamos com o Brizola retornando do exílio,que tinha na sigla PTB sua principal ferramenta.Fizemos a resistência democrática no MDB,Dilma vinha da luta armada.Quando Brizola retornou,nos reunimos no PTB.Quando foi para fazer a oficialização da sigla,Golbery e Ivete Vargas (sobrinha de Getúlio) nos tiraram a sigla.O momento mais dramático do trabalhismo autêntico.” Segundo Alceu Collares.

O mesmo PTB que hoje,presidido pelo deputado cassado Roberto Jefferson,apoia Serra.

Vale frizar que experiência eleitoral não é o mesmo que experiência administrativa.

Experiência administrativa Dilma tem.E está comprovado.

Serra tem que apresentar propostas de governo.Dilma apresenta uma realidade.

E a realidade faz com que Serra queira aparecer ao lado do atual presidente.

Lamentável…


O homem que,no governo de SP,lançou mão do autoritarismo.Ele estaria disposto a fazer oposição construtiva?

Do portal G1

http://g1.globo.com/especiais/eleicoes-2010/noticia/2010/08/vox-populi-aponta-vantagem-de-16-pontos-de-dilma-sobre-serra.html

Vox Populi aponta vantagem de 16 pontos de Dilma sobre Serra

17/08/10

De acordo com o levantamento, divulgado pela TV Bandeirantes, Dilma tem 45% das intenções de voto e José Serra, 29%. Marina Silva (PV) aparece com 8%.

Na pesquisa anterior do instituto, divulgada em 23 de julho, Dilma tinha 41%, Serra aparecia com 33% e Marina tinha os mesmos 8%.

Neste cenário,se a eleição ocorresse hoje,a petista estaria eleita no primeiro turno.

O que seria feito de Serra?

Ainda levando em conta tal resultado.Em 2014,o presidenciável tucano seria Aécio (com menor índice de rejeição).Restaria SP,porém,caso Alckmin seja eleito,veremos a natural corrida por sua reeleição.

Resta,por último,a prefeitura de SP (aquela desprezada pelo tucano).

Dessa vez,ao menos,chegará ao término de seu mandato…

Na conservadora São Paulo,Serra é favorito. A mesma São Paulo que já fez de Maluf imbatível.

E,da capital paulista,poderá assumir postura semelhante a de Carlos Lacerda (líder da velha UDN).

Lacerda,que tentou dar o golpe em Getúlio e em Jânio.

Ele que,não fosse a interveção do movimento 11 de setembro (liderado pelo general Teixeira Lott)teria,com a ajuda de militares golpistas,impedido a posse de Juscelino (eleito democraticamente).

Ele que,ao lado dos militares,conseguiu ferir de morte nossa democracia.Foi um dos líderes civis do golpe militar de 1964.

Lacerda,fotografado onde sempre esteve.Nos braços dos milicos (foto tirada após o atentado que culminaria com a morte de Getúlio)

Ele era da imprensa e a utilizava politicamente.

Hoje vemos a imprensa ser novamente utilizada de forma política.

A imprensa já foi utilizada como intrumento de manipulação.Não podemos permitir que se repita

Veja também:

http://www.politicaparapoliticos.com.br/interna.php?t=757260

e

http://educaterra.terra.com.br/voltaire/500br/vargas_agosto548.htm