O partido fundado pelo grande Leonel Brizola teve em São Paulo desempenho ridículo.

Para ter menos de 1% dos votos, seria melhor nem ter concorrido.

Seu candidato, um líder sindical, mostrou que nas urnas não é líder.

Na verdade, ficou bem longe disso…

São Paulo tem muitos trabalhadores, porém eles não escolheram Paulinho para representá-los.

Agora, no segundo turno, restaram duas opções.

Uma trabalhista e uma neoliberal.

Paulinho fez a sua escolha. E escolheu o neoliberal Serra (clique aqui).

E pensar que, outro dia, o sindicalista chamou Serra de “inimigo do trabalhador”.

Enquanto isso, o PDT tratou de pular fora dessa canoa furada.

Onde, é bom repetir, nem deveria ter entrado…

Do Terra:

PDT nacional desautoriza Paulinho e declara apoio a Haddad em SP

16/10/2012

A direção nacional do PDT reverteu nesta terça-feira a decisão do diretório estadual da legenda em São Paulo e anunciou apoio do partido à candidatura do petista Fernando Haddad no segundo turno da eleição para prefeito da capital paulista, cinco dias depois do anúncio do PDT local de apoiar o tucano José Serra.

“A direção nacional do Partido Democrático Trabalhista decidiu apoiar a candidatura do professor Fernando Haddad, por ele representar na cidade de São Paulo, os compromissos com as conquistas sociais e com a escola de horário integral, que são as principais bandeiras do trabalhismo”, afirmou a direção do partido em breve nota divulgada a jornalistas em Brasília.

O PDT lançou candidato no primeiro turno da eleição de São Paulo, o deputado federal Paulo Pereira da Silva, o Paulinho da Força, que teve somente 0,63 por cento dos votos válidos na eleição do dia 7 de outubro.

O partido optou por não trair sua história de lutas e conquistas trabalhistas.

E deixou Paulinho sozinho no palanque de Serra.

Será que, ao menos, Paulinho conseguirá trazer para Serra os 0,63 por cento dos votos válidos que conseguiu?

Veja também:

A democracia de Serra: Candidato discute com Kennedy Alencar… Será que veremos mais um jornalista demitido?

Gráfica da Folha de São Paulo que vazou ENEM é condenada pela Justiça: E aí? Serra vai colocar no horário eleitoral?