O salário acima é o que pretende um delegado ou perito da Polícia Federal, em início de carreira.

Para pagar tal salário, tomando por base o salário mínimo (R$622,00), seriam necessários mais de três anos de salário mínimo para pagar um único salário desses senhores.

O salário é maior que os R$ 19,8 mil recebidos pela presidenta Dilma Rousseff (clique aqui).

O governo Federal decidiu mostrar vencimentos e propostas ao público, em resposta à intransigência dos policiais federais, que estão travando serviços importantes e prejudicando cidadãos.

 

A imagem do caos: Reivindicações, mesmo que justas, não podem servir de razão para pegar o povo e fazê-lo refém…

Os funcionários deveriam agradecer ao governo pois, dessa forma, podem mostrar à sociedade o quanto são “injustiçados”.

Do ÚLTIMO SEGUNDO:

O governo federal decidiu retrucar o endurecimento nas negociações por parte dos grevistas da Polícia Federal (PF), que nesta quinta-feira (16) realizaram operação-padrão em aeroportos do País , e que nesta quarta-feira teriam se recusado a ouvir a proposta de aumento salarial que o Ministério do Planejamento havia elaborado.

A resposta do Planalto veio com o vazamento das cifras que até agora estavam sendo tratadas apenas entre o secretário de relações do trabalho do Planejamento, Sérgio Mendonça, e a liderança sindical da PF.

Para agentes, escrivães e papiloscopistas o pedido de aumento varia entre 109,38% e 151,27%. A categoria quer que o governo eleve o salário inicial dessas três carreiras de R$ 7.514,33 para R$ 18.881,44. Já para profissionais no final de carreira, o pedido é para que o vencimento suba de R$ 11.879,08 para R$ 24.873,01.

Os delegados e peritos federais também pedem aumento. Para a categoria o reajuste pleiteado pela liderança sindical oscila entre 71,24% e 35,53%. Com esses percentuais, o piso saltaria de R$ 13.368,68 para 22.891,91.

Enquanto o vencimento em final de carreira passaria de R$ 19.699,82 para R$ 26.700,00 (próximo ao que ganha um ministro do Supremo Tribunal Federal, cujo vencimento bruto mensal de R$ 26.723,13 serve de teto para todo o funcionalismo público).

Funcionários que deveriam agradecer ao governo, por exibir salários de servidores ao povo, na verdade preferem fazer barulho em público, e deixar seus salários no anonimato…

Da GAZETA DO POVO:

Funcionalismo vai à Justiça contra divulgação de salários

29/06/2012

A divulgação dos salários dos servidores públicos na internet aumentou a tensão no funcionalismo. A Confederação dos Servidores Públicos do Brasil (CSPB) anunciou na quinta-feira (2) que pedirá ao Supremo Tribunal Federal (STF) a retirada dos dados, disponíveis desde anteontem à noite no Portal da Transparência.

A justiça já se pronunciou sobre funcionários que gritam por melhores salários, mas não querem a divulgação para que a sociedade possa avaliar se o seu salário, realmente, é ruim (clique aqui).

Também já se pronunciou, em decisão liminar, sobre a legitimidade de uma paralização que prejudique a coletividade (clique aqui).

Falando em coletividade, será que ficaríamos TÃO TRISTES em receber salário igual ao desses senhores?

Veja também:

Entidades protestam após divulgação de salários de servidores na internet

STF libera divulgação dos salários dos servidores

PORTAL DA TRANSPARÊNCIA do Governo Federal

Imagem: noticias.r7.com

Anúncios