Quem ainda não sabia por que Serra é dado a usar atores profissionais e favelas de mentira nas propagandas tucanas (clique aqui), hoje entendeu a razão de tanto medo.

Nesta sexta-feira, o candidato do PSDB a prefeito de São Paulo, José Serra, protagonizou uma cena pitoresca.

As gozações e os protestos começaram, tão logo Serra (acompanhado do governador Geraldo Alckmin) entrou na composição.

A cara de Serra, estampada na imagem abaixo, mostra claramente que a idéia de andar no transporte público foi um ‘retumbante sucesso’.

A imagem está circulando nas redes sociais e a gozação parece que não tem hora para acabar…

A cara de panaca de Serra, diante das gozações de quem anda amarrotado, TODOS OS DIAS
nos trens e no metrô. O povo não anda uma vez só, para aparecer na propaganda…

Do R7:

Serra ouve protesto no trem: “vem na hora da muvuca!”

Tucano ainda precisou ouvir piada do governador Geraldo Alckmin

17/8/2012

Embora tenha convidado o governador Geraldo Alckmin e o senador Aloísio Nunes, ambos do PSDB, para acompanhá-lo em uma viagem de trem e metrô, o candidato tucano à Prefeitura de São Paulo, José Serra, não escapou dos protestos durante o percurso que fez entre as estações Berrine e Faria Lima.

Vestidos exatamente iguais (blazer e camisa azul sem gravata e calça cinza), Serra e Alckmin chegaram juntos à estação Berrine, às 13h. Eles andavam pela plataforma vazia enquanto Alckmin explicava para Serra como funcionam as linhas. Quando o trem finalmente estacionou e os dois embarcaram, as chuvas de críticas começaram. Do fundo do vagão veio o primeiro protesto:

— Serra, vem na hora da muvuca!

Outro logo emendou:

— Vem às 5h da manhã! Você veio na hora errada!

Irritado, o coordenador da campanha do tucano, Orlando Morando, gritou de volta:

— Os trens são novos!

Mas precisou ficar quieto depois da resposta:

— Isso é obrigação de vocês!

Enquanto Serra demonstrava certa tensão, Alckmin contava uma piada para descontrair. Ele dizia que, quando se candidatou ao governo do Estado, acabou fotografado sentado em um dos bancos do trem.

— Depois da foto, alguém gritou pra mim: “sai logo daí que esse banco é dos deficientes!”.

Ao chegar na estação, uma passageira alertou para o vão entre o trem e a plataforma. Serra, surpreso, perguntou:

— Tem vão aí?

Serra e Alckmin andavam pelas escadas rolantes ouvindo outras provocações dos passageiros. Um deles gritou de longe:

— Aí, Serra, não tem trem de domingo!

Outro tocou em assunto ainda mais delicado:

— Serra, se você ganhar, vai ficar até o final do mandato?

O tucano confirmou com a cabeça afirmativamente.

Ao embarcar no metrô, mais protestos. Um deles partiu da telefonista Catarina Gomes (55):

— Tem de pegar metrô às 6h da tarde!

Ao finalmente desembarcar na estação Faria Lima, Serra foi questionado pela imprensa sobre a sugestão de usar o metrô em horário de pico, mas Serra preferiu falar sobre outra coisa:

— Antes não existia essas linhas, praticamente. A linha nove era muito menos preparada para isso e a linha quatro não existia. No momento em que você instala, há uma demanda muito grande.

Sobre os protestos, ele também preferiu sair pela tangente:

— É natural que o pessoal queira mais metrô apesar de toda a expansão que já houve.

Trânsito

Serra viajou de trem dois dias depois de dizer que “o trânsito na cidade não aumentou desde 2005”. A polêmica declaração causou forte repercussão nas redes sociais.

“TODA A EXPANSÃO QUE JÁ HOUVE” .

Foram as palavras de Serra, em relação ao transporte que utilizou.

O transporte que, quando governador, foi sua responsabilidade.

“Toda a expansão que já houve” é ridícula, se comparada ao sistema de transporte sobre trilhos em outras metrópoles pelo mundo (clique aqui).

No link acima poderá ver alguns número, mas se preferir imagens…

Políticos que se misturam ao povo SOMENTE NA HORA DE PEDIR VOTOS parecem estar com os dias contados.

E, quem insistir em tal prática, pode ter resultados funestos, nas próximas eleições.

Veja também:

Na favela sorridente de Serra não tem bala perdida

Briga? Tumulto? Guerra? Não… É o Metrô de SP

China constroi 2.000 km de linhas de metrô

 

Anúncios