Eu já sabia! E, assim como eu, muita gente que não baseia suas opiniões em publicações de Veja/Cachoeira, Globo e demais lixos midiáticos.

Gente que gosta de ver provas materias, antes de sair julgando e destruindo pessoas…

Em 2011, conforme publicação do Portal R7, Jeferson já havia declarado que o “mensalão” não existiu (clique aqui).

“Silêncio absoluto para a petição de Roberto Jefferson ao STF, ontem, dizendo que não houve mensalão! Isso mesmo, declarado por seus advogados de defesa com todas as letras: não houve o “fato” mensalão, foi só “retórica”. Entenderam? Mensalão foi “modo de dizer”. Não teve. Ou seja: todas as acusações, sem provas, não eram fatos, eram factóides. Eram manipulações, mentiras.”

Porém o ódio de Jefferson por José Dirceu, aliado ao ódio da oposição e dos grandes grupos midiáticos, que tentaram derrubar Lula em 2005 (ao estilo Fernando Lugo) e fracassaram, tentaram emplacar Alckmin em 2006 e fracassaram, tentaram emplacar Serra em 2010 e fracassaram…

Roberto Jefferson: Sua mentira “salvou o Brasil”

Eles insistiram com o “mensalão”, publicaram matérias difamatórias e entraram nas casas e nas mentes de milhões de brasileiros, e agora dirão o quê?

Que, com todo seu poder econômico, não foram capazes de produzir provas robustas para condenação?

Ou que, para variar, o julgamento vai terminar em mais uma pizza?

É bem provável que a segunda opção seja a escolhida.

E mais uma vez o STF pagará o preço de uma ação patrocinada pelo ódio e pelo desejo de vingança.

O ódio de Jefferson por Dirceu possibilitou a ação de oportunistas. Na foto o senador Álvaro Dias (PSDB/PR) pedindo o impeachment de Lula

Patrocinada por sentimentos que causam a cegueira.

Do CorreiodoBrasil:

Mensalão foi mentira de Roberto Jefferson para derrubar José Dirceu, admite advogado

12/08/2012

O julgamento da Ação Penal 470, apelidado de ‘mensalão’ pela mídia conservadora, sofrerá nesta segunda-feira a sua maior reviravolta. Advogado do deputado cassado Roberto Jefferson, autor da denúncia de compra de votos por parte de um esquema audacioso, montado para que o Partido dos Trabalhadores (PT) permanecesse indefinidamente no poder, segundo a tese do ‘mensalão’, Luiz Francisco Corrêa Barbosa dirá à Superma Corte que tudo não passou de uma mentira, de uma invencionice de seu cliente. Os recursos entregues pelo PT ao PTB, no total de R$ 4 milhões, eram, na verdade, o cumprimento de um acordo para financiamento de campanhas municipais em 2004.

Agora veremos blogueiros pagos pela grande mídia, mais uma vez sem assunto, apelando para ataques rasteiros para tentar tirar o foco do assunto principal (clique aqui).

Veremos, mais uma vez, o ódio tomando espaço do debate democrático.

Afinal, quem não tem argumentos sólidos, precisa do ódio para sobreviver politicamente.

Veja também:

Roberto Jefferson diz ao STF que Mensalão não existiu, não foi “fato”, foi “retórica”!

”Dirceu me derrubou, mas salvei o Brasil dele”

Mensalão: Senador rele pedido do impeachment de Lula

Imagem: band.com.br/revistaepoca.globo.com

Anúncios