Para encontrar aspectos positivos do governo Kassab, o coordenador geral da campanha de Serra terá que quebrar a cabeça.

Acho que nem mesmo Kassab consegue encontrar aspectos positivos…

Já os negativos, os números da recente avaliação popular da gestão Kassab revelam que estão vivos na memória do paulistano (clique aqui).

Do ÚLTIMO SEGUNDO:

Serra usará panfletos pró-governo de São Paulo contra má avaliação de Kassab

18/07/2012

Distritos da capital receberão milhões de exemplares nos quais serão listadas as realizações da Prefeitura e do governo do Estado; 36% da população reprova a gestão municipal

Diante da avaliação negativa da gestão Gilberto Kassab (PSD), o comando da campanha do candidato tucano José Serra decidiu usar os feitos do governo estadual em São Paulo como arma eleitoral.

A campanha de Serra vai distribuir milhões de exemplares de 96 panfletos diferentes, um para cada distrito de São Paulo, nos quais serão listadas tanto as realizações da Prefeitura quanto as do governo estadual em cada região da cidade.

“As pessoas precisam saber o que o PSDB fez para elas”, disse o coordenador geral da campanha de Serra, Edson Aparecido.

Kassab, que foi vice de Serra e se elegeu com o apoio do tucano, amarga baixos índices de aprovação. Segundo o Datafolha, 36% da população considera a administração ruim ou péssima, 37% regular e apenas 26% boa ou ótima.

Ex-governador José Serra (PSDB) espera evitar impacto da má avaliação do prefeito Gilberto Kassab (PSD)

Além de blindar a campanha de Serra contra o mau humor do eleitorado em relação a Kassab, os boletins terão outras duas funções. Uma delas é complementar a argumentação do candidato para justificar o fato de ter abandonado a Prefeitura para se candidatar ao governo estadual com apenas um ano e cinco meses de mandato. Serra tem dito que no Palácio dos Bandeirantes continuou trazendo benefícios para a cidade.

A outra função é neutralizar a hegemonia do PT em alguns bairros da periferia onde o PSDB historicamente é derrotado. “Na Cidade Tiradentes, por exemplo, levamos metrô, hospital, escola técnica e mais um monte de coisas mas mesmo assim sempre perdemos. Os boletins vão ter este papel”, disse Aparecido.

O PSDB prepara ainda uma série de ações eleitorais para melhorar o desempenho nos redutos petistas. A partir de segunda-feira, o comando da campanha vai fazer uma série de encontros com representantes de setores sociais como mulheres, negros, profissionais da educação e jovens. Os objetivos são ouvir as demandas de cada segmento, expor as realizações tucanas e os planos de Serra para os próximos quatro anos.

Além disso, a campanha tucana fará entre os dias 1º de agosto e 21 de setembro uma maratona de reuniões nas 31 subprefeituras da capital. A ideia é aproveitar horários disponíveis nas agendas de Kassab e do governador Geraldo Alckmin (PSDB) para que eles façam campanha por Serra nas subprefeituras enquanto o candidato percorre outras áreas da cidade.

Curiosidade mórbida:
Quais feitos da gestão Kassab serão exaltados por Serra?
Será o Controlar, cujas fraudes são investigadas pelo MP? (clique aqui)
Será o Aprov, que teve um diretor que juntou mais de 100 imóveis, aprovando obras irregulares? (clique
aqui)
Serão as rampas anti-mendigo? (clique aqui)
Será a proibição de doações do público a artistas de rua? (clique aqui e aqui)
Serão os dependentes químicos espancados na Cracolândia? (clique aqui)
Ou será a cassação de mais de quatro mil licenças de trabalho, sendo que muitos desses trabalhadores eram idosos e deficientes físicos… (clique aqui)
E tem mais. Muito mais.
Acho que vai faltar panfleto para o Serra mostrar tanta coisa…

Veja também:

Por ter convênio médico, mulher é condenada à morte em UBS

Derradeiro gesto de ‘amizade’: Capa da Veja ignora cassação de Demóstenes Torres

Anúncios