O prefeito Kassab, que combate a sacolinha nos mercados, mas não mexe com as garrafas PET dos refrigerantes (clique aqui e aqui).

Que multa o cidadão pelos buracos da calçada, mas se mostra incapaz de acabar com os buracos das ruas (clique aqui).

É o mesmo que trata os camelôs como criminosos, mas permite que um diretor corrupto adquira mais de cem imóveis em sete anos (clique aqui e aqui).

Cerca de 270 deficientes físicos estão sendo tratados como bandidos.

Do UOL:

 

Kassab dá 1 mês para camelôs saírem do centro

22/05/2012

Após retirar das ruas 15 mil camelôs nos últimos seis anos, o prefeito Gilberto Kassab (PSD) revogou as licenças dos 470 ambulantes que ainda trabalhavam nas ruas do centro, como na região da Rua 25 de Março, o maior reduto do comércio popular de São Paulo, e na Praça da Sé. Todos têm um mês para desocupar as calçadas, segundo portaria publicada no sábado no Diário Oficial da Cidade. A medida atinge 270 deficientes físicos.

A Prefeitura também cassou os Termos de Permissão de Uso (TPUs) de 512 ambulantes que tinham licença para trabalhar em ruas de Pinheiros e Lapa, na zona oeste, e de São Miguel Paulista, na zona leste, totalizando com os do centro quase mil. As licenças remanescentes devem ser revogadas nos próximos dias – o plano da Prefeitura é banir todos os camelôs da cidade.

 

Kassab é mesmo um fenômeno de popularidade…

Kassab alega que “a maioria dos ambulantes trabalhava com carga roubada e produto pirata”.

Se ele sabe, por que a Secretaria da Segurança Pública não trabalha, coibindo a venda?

Será que eles não sabem?

Na verdade, quando o dente dói, é bem mais fácil arrancar do que tratá-lo.

É bem mais fácil culpar TODOS os ambulantes e bani-los.

Hoje os ambulantes são perseguidos.

E amanhã, quem será?

Veja também:

vc repórter: buraco em rua de São Paulo completa 2 anos

 

Calçadas: prefeitura de São Paulo não orienta, mas multa

Imagem: souchocolateenaodesisto.blogspot.com

Anúncios