É nisso que dá não punir criminosos…

Quando não são punidos, começam a acreditar na justiça através do crime.

Eles agora vão comemorar o aniversário do golpe militar (clique aqui).

Será que os órgãos de imprensa, que apoiaram a ditadura, estarão por lá?

Quando se fala em punição por crimes da ditadura, eles são esquecidos.

Senhores que lucraram em cima da desgraça alheia…

Eles não serão responsabilizados?

Grupos como a Rede Globo, que nasceu sob o amparo militar.

Que cresceu, recebendo apoio ilegal de grupos internacionais.

Eles passaram por cima da Constituição (clique aqui).

Tv Tupi, a concerrente da Globo foi tirada do ar, cassada, em julho de 1980 pelo governo militar

Tv Tupi, a concerrente da Globo foi tirada do ar, cassada, em julho de 1980 pelo governo militar

Com apoio ilegal, a Globo pôde concorrer com as demais emissoras de modo desigual.

Enquanto suas concorrentes TV Excelsior e TV Tupi foram perseguidas e cassadas pelo governo militar, a Globo só fazia crescer.

TV Excelsior, tirada do ar pelo regime militar em outubro de 1970

TV Excelsior, tirada do ar pelo regime militar em outubro de 1970

Em contrapartida, a Globo apoiava o regime torturador e assassino.

Eles, com suas novelas e noticiários, entravam nas casas e influenciavam o pensamento popular.

A democracia chegou, retirando poder dos militares.

Mas o poder da mídia, construído durante a ditadura, permanece intocável.

Eles até hoje tem grande influência, e beneficiam seus ‘eleitos’.

O que dizer do benefício de um, diante da destruição dos demais?

O que dizer ao ver uma emissora, que foi a voz da ditadura, até hoje falando alto?

O Brasil é mesmo um país diferente…

Por aqui, torturadores e assassinos tem liberdade, até mesmo para ameaçar o governo.

E, até quando vão ameaçar?

Veja também:

Tupi: a TV cassada na ditadura faria 61 anos

Insubordinados, militares farão festa pelo golpe de 64

DIA DE LUTO

Imagem: sampaonline.com.br/historiadatv.blogspot.com

Anúncios