Impunidade: A própria revista revelou não ter encontrado provas reais e,assim mesmo,acusou

A coligação “Para o Brasil Seguir Mudando” e o PT,entraram com um pedido de direito de resposta contra a revista Veja.

O pedido foi ajuizado junto ao TSE,em razão de a revista ter veiculado afirmações do candidato à vice na chapa de Serra,deputado Índio da Costa (DEM/RJ).

As afirmações,veiculadas no nº 2175 (matéria de quatro páginas,distribuida no último final de semana)tentam estabelecer ligações do PT com narcoterroristas (pessoas envolvidas com o tráfico de entorpecentes e ao terrorismo).

Em outubro de 2002, no segundo turno da disputa pelo Palácio do Planalto, Serra tentou vincular o PT às Farc durante sua propaganda eleitoral obrigatória. Foi multado pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral), que concedeu aos petistas 1m30s da propaganda tucana para serem utilizados como direito de resposta.

Em 2005,a Veja já havia publicado matéria sobre o assunto (capa acima).A  própria revista admitiu em seu texto que “não encontrou indícios suficientemente sólidos de que os 5 milhões de dólares tenham realmente saído das Farc e chegado aos cofres do PT”.

Mas publicou.Afinal verdade não tem nada a ver com jornalismo,segundo a revista.

Enquanto é colocado em discussão a guerrilha na Colômbia,a grande mídia brasileira continua fazendo reféns.

 Blogueiros contratados pela revista,pemanecem fazendo eco às afirmações de Índio da Costa.

Essa é a função da imprensa? Esse é o jornalismo que uma democracia séria precisa?

Com a palavra a justiça. E o leitor…

Veja também:

https://tonigumauskas.wordpress.com/2010/04/28/veja-isencao-passou-longe/

e

http://www.jornalstylo.com.br/noticia.php?l=3df646ba14028de16ee3b78388c5cb91


Anúncios